Covid-19: Rio começa a vacinar crianças com mais de seis meses nesta quinta-feira

A cidade do Rio recebe nesta semana 9390 doses da vacina da Pfizer destinada a imunização do público infantil (crianças entre seis meses e quatro anos de idade). Segundo a secretaria de saúde, a nova remessa de doses chegará nesta quarta-feira e seguirá direto para a distribuição aos postos da cidade. A previsão inicial é de que a vacinação de crianças com mais de seis meses de idade com comorbidades comece ainda na quinta-feira.

50 anos e 28 dias: Flordelis é condenada pela morte do pastor Anderson do Carmo

História: Biografia conta que, antes de entrar para a história como fundador de Niterói, Arariboia ajudou a fundar o Rio

Para garantir a dose será necessário levar documento que ateste a comorbidade, como receitas de medicamentos ou laudos anteriores a vacinação. Segundo Daniel Soranz, Secretário de Saúde do Município, a priorização do grupo de crianças com comorbidades se deve ao baixo número de doses que serão disponibilizadas nesse primeiro momento.

— A população total de crianças entre seis meses e quatro anos de idade na cidade é de 337 mil crianças; desse número total, existem ainda as 20 mil que já foram vacinadas com a CoronaVac, disponível para crianças de 3 a 4 anos de idade desde julho. Nós já solicitamos mais doses da Pfizer infantil ao ministério, até porque sabemos que essas que serão enviadas não serão o suficientes. Justamente por isso, no momento, precisamos priorizar a vacinação de crianças com comorbidades.

Violência: Morta no Morro do Fubá protegeu sobrinhos com o próprio corpo em meio a tiros, diz irmã

Vacinação infantil suspensa

Na última quinta-feira, a aplicação da 2ª dose da vacina contra a Covid-19 para crianças de 3 e 4 anos anos foi paralisada devido à falta de novas doses da CoronaVac destinadas a essa faixa etária.

A aplicação da primeira dose está paralisada na cidade desde o dia 26 de outubro. Segundo a Secretaria de Saúde, "apesar de reiterados pedidos ao Ministério da Saúde, não há previsão de quando novos aportes da vacina serão enviados pelo Governo Federal para retomar a vacinação dessa faixa etária".

Racismo: Funcionária da Renner acusa injustamente mulher negra de furto em loja no RJ; vídeo

A vacinação de crianças de 5 a 11 anos, no entanto, segue operante. A faixa etária está elegível a receber a vacina Pfizer pediátrica que segue sem alteração no repasse de remessas.

O Rio de Janeiro está entre os quatro estados brasieliros onde houve aumento nos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) causadas pelas Covid-19, segundo a última edição do Boletim InfoGripe, da Fiocruz, divulgado nesta quinta-feira. Além do Rio de Janeiro, a doença cresceu também nos estados do Amazonas, Rio Grande do Sul e São Paulo.