Covid-19: Rio inicia vacinação da ampla população por idade

·2 minuto de leitura

A auxiliar de serviços gerais Antônia Nascimento, de 59 anos, foi a primeira carioca vacinada na nova e última fase do cronograma de imunização contra a Covid-19 na cidade, que segue exclusivamente o critério de idade. Imunizada, ela disse que voltará a trabalhar.

— Estava desempregada, mas consegui um novo emprego e devo começar entre hoje e amanhã — afirma, emocionada. — Meu recado é: quando chegar seu dia de se vacinar, se vacine. Vacina sim!

Até quarta-feira, serão vacinados os cariocas com 59 anos, começando pelas mulheres. Para cada idade, serão destinados três dias de imunização. Assim, a prefeitura pretende aplicar a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em 90% dos cariocas acima de 18 anos até outubro.

Durante o mês de junho, a campanha contemplará todos aqueles acima de 51 anos. Já em julho, serão vacinadas as pessoas de 50 até 42 anos. Em agosto, receberão a primeira dose aqueles de 41 até 33 anos. O calendário segue para as pessoas de 33 a 24 anos em setembro e termina em outubro, quando contempla todos de 24 a 18 anos.

A Secretaria municipal de Saúde espera receber novas entregas do governo federal toda semana, às quartas e sextas-feiras. A expectativa da prefeitura é vacinar 30 mil pessoas diariamente. O GLOBO já mostrou que, para atingir as metas do calendário de vacinação, a SMS deverá manter uma quantidade diária de 33 mil novas primeiras doses aplicadas.

Segundo o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz, o Rio já alcançou uma cobertura vacinal de 32,2% em sua população total, com mais de 2,2 milhões de primeiras doses aplicadas. Um levantamento da SMS indica que o município é a segunda capital que mais vacina no Brasil, atrás somente da cidade de São Paulo.

— Trabalhamos sempre no limite do esgotamento das doses, por isso temos uma das campanhas mais adiantadas. Mas o Ministério da Saúde nos deu garantia de entregas até julho — disse.

Segundo a Secretaria municipal de Saúde (SMS), é necessária a apresentação de identificação original com foto, número de CPF e, se possível, caderneta de vacinação para receber a primeira dose. Não é necessária a apresentação de comprovante de residência.

Aqueles que estão com a segunda dose agendada devem comparecer ao local de vacinação com identidade, número do CPF, caderneta de vacinação e comprovante de vacinação da primeira dose na data marcada.

Para receber a segunda dose, o cidadão deve retornar ao mesmo posto de vacinação em que recebeu a primeira aplicação do imunizante.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos