Covid-19: Rio investiga 28 casos suspeitos da variante Ômicron; oito já foram descartados

·2 min de leitura

A cidade do Rio investiga 28 casos suspeitos da variante Ômicron, informa o secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. Outros oito casos foram descartados nas últimas semanas. O município já identificou uma amostra da nova cepa do coronavírus, de uma americana que viajou para o Brasil. Por enquanto, a cidade segue transmissão comunitária da Ômicron.

Segundo Soranz, os casos em investigação não têm a ver com o primeiro episódio notificado no Rio. Todos os pacientes estão com sintomas leves de Covid-19, nenhum precisou de internação.

— As amostras já estão passando por exames de sequenciamento genômico — diz o secretário. — Os casos entraram em investigação por terem histórico de viagem ou por algum outro fator, como suspeição clínica do profissional que identificou o caso. Na vigilância, os rumores também são importantes. Qualquer razão de suspeita é suficiente para que o episódio seja monitorado.

Ele diz ainda que, entre os casos em investigação, não há nenhuma suspeita de cadeia de transmissão local. Segundo Soranz, todos os contatos próximos da primeira portadora de Ômicron identificada no Rio de Janeiro tiveram diagnóstico negativo para a Covid-19, e a paciente se recupera bem.

Nesta quarta-feira, um estudo sul-africano, que ainda não passou por revisão de pares, sugeriu riscos reduzidos de hospitalização e doença grave em pessoas infectadas com a variante Ômicron do coronavírus em comparação com a Delta. Segundo os autores, parte disso provavelmente se deve à alta imunidade da população. No caso da vacina da Pfizer, dados laboratoriais indicam que a proteção contra a Ômicron é insuficiente com duas doses, mas eficaz com três.

Na semana passada, a cidade do Rio liberou a antecipação da dose de reforço de cinco para três meses após a segunda, embora mantenha o prazo mais longo como recomendação oficial. Às vésperas de fim de ano, o município registrou uma alta de 64% na procura por vacinas nas últimas duas semanas. A maioria das doses aplicadas foi de reforço.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos