Covid-19: Rio registra 179 mortes e quase 3 mil novos casos; há fila por leitos de UTI para coronavírus nas redes municipal e estadual

Arthur Leal
·2 minuto de leitura
Foto: Gabriel Monteiro / Agência O Globo

O estado do Rio registrou 2.975 casos e 179 novas mortes pela Covid-19 nesta quarta-feira. Ao todo, já são 414.344 infectados e 24.773 vidas perdidas pela doença em território fluminense desde o inicio da pandemia, em março. Assim como na terça-feira, a média móvel, apesar de apresentar aumento, indica estabilidade no contágio. Na capital, a pressão na saúde continua grande e há lotação de 90% nas UTIs da rede SUS municipal. Neste cenário, 125 pacientes aguardam na fila por uma vaga de terapia intensiva.

Com os dados desta quarta-feira, a média móvel passa a ser de 2.708 casos e 94 mortes por dia. O aumento de 1% na média móvel de vítimas representa, pelo segundo dia seguido, uma tendência de estabilidade no contágio.

A análise dos dados foi feita a partir do levantamento do consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde.

Na cidade do Rio, a prefeitura informou que há ocupação de 90% nos leitos de UTI para Covid-19 da rede SUS (627 pacientes), que inclui unidades municipais, estaduais e federais na cidade. Nas enfermarias, o índice é de 83% (767 pacientes). Neste cenário, 227 pessoas aguardam transferência para leitos no Rio ou na Baixada Fluminense, sendo 125 para UTIs. O município ressalta que as pessoas que aguardam leitos de UTI estão sendo assistidas em leitos de unidades, com monitores e respiradores.

Levando em consideração apenas leitos de Covid-19 oferecidos em unidades municipais, há 649 pacientes internados, sendo 277 em terapia intensiva, uma ocupação de 95% das 293 vagas.

Na rede de regulação estadual, há ocupação de 78% nos leitos de UTI para Covid-19 e de 70% nas enfermarias. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, 291 pacientes aguardam por estes leitos, sendo 172, casos mais graves, para vagas de terapia intensiva.

Em nota, o estado ressaltou que, entre os meses de novembro e dezembro, a SES ampliou a rede dedicada ao tratamento da Covid-19 em 810 leitos, sendo 349 de UTI adulto e 461 de enfermaria nas unidades estaduais e a partir de incentivos do estado.