Covid-19: Rio vacina só amanhã crianças de seis meses a dois anos com comorbidade ou deficiência

A prefeitura do Rio vai oferecer, nesta quinta-feira (17), vacinas contra a Covid-19 para crianças de seis meses a dois anos com comorbidades ou deficiências. Como o número de doses disponíveis é reduzido — a secretaria municipal de Saúde (SMS) informou ter recebido do governo federal 9 mil doses da Pfizer pediátrica — a vacinação acontecerá apenas na data informada e em 131 unidades de saúde. Confira aqui a lista com os locais.

Covid-19: Rio estuda busca ativa por pessoas que não tomaram a dose de reforço

Coronavírus: pelo menos 12 estados e o DF já relatam aumento de casos

Poderão ser vacinadas ainda crianças de 2 a 4 anos com comorbidades e deficiências desde que não tenham recebido nenhuma outra dose da vacina contra a Covid-19. Em todos os casos é necessário levar o cartão de vacinação e um comprovante da comorbidade ou da deficiência como exames, receitas ou atestados médicos. Crianças com febre devem aguardar e só receber a vacina após o quadro febril passar ou de acordo com orientação médica.

A vacina pediátrica contra a Covid-19 para a faixa de seis meses a quatro anos foi aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 16 de setembro. A recomendação para que as crianças vacinadas recebam o reforço quatro semanas depois da primeira dose. Em sua página na Internet a fabricante afirma que a vacina pediátrica possui o mesmo princípio ativo da aplicada em adultos, mas tem “uma concentração e um estabilizante diferentes, um maior número de doses por frasco e um prazo de armazenamento maior na temperatura de geladeira entre 2 e 8°C”.

A vacinação de crianças de 3 a 4 anos sem comorbidade ou deficiência está paralisada no município por falta de doses. A prefeitura alega que não tem recebido novas remessas do governo federal. A primeira dose nesta faixa etária deixou de ser aplicada em 26 de outubro e desde o dia 10 de novembro não são mais aplicadas as doses de reforço. De acordo com a SMS não há previsão para retomada.

De acordo com o Painel Rio Covid-19, nesta quarta-feira (16) há 149 pessoas internadas com a doença na cidade do Rio. Os dados disponíveis até 14 de novembro mostravam um total de 50 pessoas internadas em UTI.