Covid-19: Saiba qual é o melhor assento em ônibus e avião para evitar contaminação pelo vírus

Na hora de escolher um lugar para sentar no avião, as pessoas se dividem, entre aquelas que, normalmente não tem medo, e querem olhar tudo o que está acontecendo do lado de fora, e por isso, preferem o assento na janela, e aquelas que preferem ficar mais perto da porta de saída e sentam na poltrona do corredor. Mas e quando o assunto é saúde, qual é o melhor assento para evitar se contaminar com doenças?

Do jejum intermitente à dieta mediterrânea: 6 planos alimentares aprovados pela ciência para começar 2023

Colesterol alto: cardiologista elenca os quatro piores alimentos para o problema

Nessa época do verão, muitas pessoas aproveitam as férias para viajar seja em distâncias mais curtas como interior da cidade, ou litoral, como para outro estado e, neste ponto podem escolher entre ônibus ou avião. Porém, outras pessoas, com destino internacional se limitam a ter o avião como meio de transporte.

Com a Covid-19 circulando, tendo casos em vários lugares do mundo e surtos de gripe pelo Brasil, bem como de outros vírus é importante estar seguro até mesmo dentro do transporte, seja ele avião ou ônibus. E para não correr riscos de ser pego de surpresa no meio da viagem com algum surto de vírus ou bactérias, o melhor lugar para escolher sentar é a poltrona da janela. Não só pela vista, mas ela fica localizada no oposto do corredor, local onde há a passagem das pessoas e, consequentemente, maior risco do contágio de doenças.

“Os dados apontam que você tem menos chance de se expor a alguns vírus por causa do número inferior de pessoas que passam por você nessa área da janela”, afirma Chris McStay, vice-presidente do departamento de emergência do hospital de Nova York em entrevista ao site Travel + Leisure.

Você fecha a tampa do vaso para dar descarga? ciência mostra que deveria; entenda

Segundo o médico, os assentos próximos aos banheiros também não são aconselhados pela possível aglomeração de bactérias que podem ter na região. Ele ainda recomenda que as pessoas tomem as vacinas apropriadas para cada região ou país e que mantenham sempre a higiene pessoal como: lavar as mãos sempre que possível ou mantê-las higienizadas com álcool em gel e uso de máscara.

“Isso vai te garantir uma viagem mais saudável e 100% livre de uma contaminação? Provavelmente não, mas as chances são menores”, conclui.