Covid-19: São Paulo tem recorde com 16,7 mil casos em 24 horas

·3 minuto de leitura
09 July 2020, Brazil, São Paulo: A member of the neighborhood association "Amigos da Molecada" is standing by a stream that flows through the favela Vietnam in the south of Sao Paulo while participating in a disinfection campaign. Brazil has confirmed 1 755 779 cases of corona. Photo: Andre Lucas/dpa (Photo by Andre Lucas/picture alliance via Getty Images)
O aumento vai na contramão das afirmações feitas pelo secretariado de Doria, que alega que o estado estaria em um platô. (Foto: Andre Lucas/picture alliance via Getty Images)

O estado de São Paulo registrou um novo recorde de casos confirmados de infectados pelo novo coronavírus em 24 horas, nesta quarta-feira (22). Foram 16.777 novos pacientes com Covid-19, segundo anunciou o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, durante a coletiva de imprensa no Palácio dos Bandeirantes.

Ao todo, os dados da Secretaria de Saúde totalizam 439.446 casos confirmados em todo o estado, além de 20.532 mortes por Covid-19 registradas desde o início da pandemia. Dessas, 361 são óbitos ocorridos nas últimas 24 horas, segundo o secretário.

O aumento nos casos registrados vai de encontro às afirmações feitas pelo secretariado do governo João Doria e inclusive do próprio governador, que alegam que o estado estaria em um platô - movimento de estabilização - da doença. Pela primeira vez, o número de casos no interior é maior do que os registrados na capital.

Leia também

O coordenador-executivo do Comitê de Combate ao Coronavírus no estado, João Gabbardo, reconheceu que o número de casos das últimas 24h “foi maior do que o esperado”, mas contrapôs apontando que o acumulado desta semana é inferior ao acumulado no mesmo período da semana anterior.

“Tivemos um número maior que o esperado, mas se analisarmos essa semana epidemiológica, que vai de domingo à quarta, vamos chegar a um acumulado de 27 mil casos. Na semana passada, tivemos 35 mil casos nos mesmos quatro dias. Comparando com a semana passada, tivemos um decréscimo de 22% no número de casos no estado”, explicou Gabbardo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

O coordenador creditou ainda o aumento a uma possível “demanda reprimida” de exames aguardando o resultado nos laboratórios do estado. “Os números não nos preocupam, mas provavelmente ontem (terça) saiu um quantitativo de dados que estavam em demanda reprimida nos laboratórios”, completa.

Os dados das últimas 24 horas tanto de casos quanto de mortes não representam as confirmações de um dia para outro, mas sim que foram contabilizadas no sistema da Secretaria de Saúde neste período. Aos finais de semana e às segundas-feiras, os números costumam ser menores por atraso nas notificações enviadas pelas secretarias municipais ao estado.

RECORDE ANTERIOR

O recorde anterior de casos confirmados havia sido registrado no dia 2 de julho, com 12.244 novos infectados. Os gráficos diários da Secretaria Estadual de Saúde indicam 19.030 novos casos no dia 19 de junho, mas o volume registrado na ocasião decorreu de um erro nos sistemas do e-SUS, que contabilizaram os dados de 2 dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos