Covid-19: Sobrecarregados, laboratórios particulares do Rio suspendem agendamentos para testes RT-PCR

·3 min de leitura

RIO — Resultado da explosão de casos de Covid-19 causada pela circulação da variante Ômicron, o acentuado aumento de testes RT-PCR realizados no Rio de Janeiro nas últimas semanas trouxe uma nova consequência para a rede particular de laboratórios da cidade. Além da demora incomum na liberação dos diagnósticos — um problema que vem sido relatado desde a semana passada —, quem deseja realizar o exame num laboratório privado agora terá de encarar o desafio de encontrar uma vaga. É que, por causa da grande demanda, diferentes laboratórios já não têm mais testes RT-PCR disponíveis para os próximos dias, e por isso fecharam a agenda para novos pacientes.

Nesta terça-feira, a reportagem realizou contato com laboratórios privados para tentar agendar um exame de Covid-19 RT-PCR como se fosse um possível cliente. Um deles foi o Bronstein, laboratório da Dasa, a maior rede de medicina diagnóstica em atuação no Rio de Janeiro, responsável por grande parte das amostras processadas na cidade nas últimas semanas. Um atendente informou que, em razão do grande número de testes realizados nos últimos dias, atualmente não há insumos para a aplicação de novos testes, e que tampouco há previsão para o retorno dos agendamentos.

No caso do Sérgio Franco, outro laboratório da Dasa, as marcações só podem ser realizadas pelo site, que não exibe mais a opção de teste RT-PCR para a Covid-19, embora ainda ofereça outros tipos de exame para a detecção do coronavírus, como o sorológico.

Em ambos os laboratórios, o tempo para a liberação de resultados também aumentou. No Bronstein, o prazo, que já foi de um dia útil, hoje é de três. No Sérgio Franco, os laudos podem levar cinco dias úteis para serem liberados ou até mais, segundo informações levantadas pelo GLOBO por telefonema.

No laboratório Lafe, que integra o Grupo Fleury, o agendamento é realizado por WhatsApp. Logo em sua mensagem inicial, o assistente virtual que realiza a triagem das solicitações de exame pelo aplicativo avisa que o prazo de agendamento para o teste de Covid-19 RT-PCR é de cinco dias úteis, por causa da grande procura. Ele informa ainda que, devido à demanda, o tempo de espera no atendimento por WhatsApp está elevado. Três horas depois do primeiro contato com o robô, a reportagem ainda não tinha recebido resposta para o pedido de agendamento.

O GLOBO tentou marcar um teste no Labs A+, outra marca do Grupo Fleury, por telefonema. Uma gravação avisa que, em razão da alta procura, o tempo de espera para uma conversa com um atendente é maior do que o normal. Após dez minutos de ligação, a reportagem não conseguiu contato com o laboratório.

A reportagem também questionou os laboratórios oficialmente. O Grupo Fleury informou que, entre 20 de dezembro e 8 de janeiro, a quantidade de exames RT-PCR para Covid-19 realizados em seus laboratórios do Rio de Janeiro aumentou cinco vezes. Nesse período, a taxa de positividade dos testes saltou de 5% para 52%.

A empresa diz ainda que, “ciente de que há intensa circulação viral neste momento e de que o expressivo aumento de demanda por testes diagnósticos têm potencial para impactar o mercado de insumos, o Grupo Fleury segue atendendo seus clientes com rigorosa gestão de suprimentos e da sua capacidade de processamento, a fim de evitar desabastecimento e ruptura no oferecimento dos exames”.

A rede Dasa não deu retorno até o fechamento desta reportagem.

Sobrecarga na rede pública

Na rede pública, o aumento no número de testes RT-PCR realizados no Rio de Janeiro sobrecarregou o Laboratório Central Noel Nutels (Lacen-RJ), instituição vinculada à Secretaria de Estado de Saúde (SES) responsável pela análise das amostras. Na semana passada, o Lacen-RJ processou 7.110 exames, acima da capacidade do laboratório, que é de 7 mil exames por semana, informa a SES. Os efeitos da nova onda de casos também se refletiram na rede particular de laboratórios, onde a espera por um laudo de exame RT-PCR saltou de aproximadamente 24h para até cinco dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos