Covid-19: vacinação de adultos e crianças está suspensa no Rio, afirma secretário municipal de saúde

O secretário municipal de saúde do Rio de Janeiro, Daniel Soranz (PSD), afirmou ao GLOBO que a vacinação contra Covid-19 em adultos e crianças está suspensa no município. Esta semana, a prefeitura solicitou cerca de 30 milhões de doses da Pfizer — contrato já assinado pelo Ministério da Saúde —, mas ainda sem previsão de chegada à capital. No fim de 2022, o ministério passou a recomendar uma dose de reforço da vacina para crianças entre 5 e 11 anos.

— A gente não recebeu vacina pediátrica ainda. Na verdade, ainda não recebemos nenhuma vacina para Covid-19, e o estoque está quase zerado. Por isso, a vacinação está suspensa. Esta semana o Ministério da Saúde assinou um contrato de 30 milhões de doses, ainda sem data prevista para chegar no Rio — afirmou o secretário, que vai se encontrar com a nova ministra da Saúde, Nísia Trindade, nesta quinta-feira, às 11h, para discutir questões importantes para o Rio de Janeiro em 2023.

— Vou encontrar com a ministra da Saúde, Nísia Trindade, para tratar sobre vacinação, projeto de combate a dengue e o fortalecimento da saúde familiar, que são importantes neste primeiro contato. Claro que depois vamos trazer outros temas, mas esses são os prioritários— contou Soranz.

A terceira dose da vacinação contra Covid-19 em crianças foi recomendada, inicialmente, apenas aos maiores de 12 anos. No entanto, a nova dose de reforço foi ampliada para crianças de 5 a 11 anos pelo Ministério da Saúde, que recomenda intervalo de pelo menos quatro meses entre as doses.

A nova recomendação da pasta faz parte de uma nota técnica assinada pela coordenação-geral do Programa Nacional de Imunizações (PNI) no dia 30 de dezembro. Atualmente, quase 300 mil crianças ainda não tomaram nenhuma dose da vacina contra o Coronavírus desde que o esquema vacinal começou a ser aplicado, em julho de 2022, com doses da CoronaVac, em crianças de 3 e 4 anos.

O aumento de casos de Covid é uma preocupação para a prefeitura. De 2021 (309.373 casos) a 2022 (752.504), o número de pessoas infectadas aumentou cerca de 143%, ou seja, 443.131 casos a mais. Segundo dados da Secretaria municipal de Saúde do Rio, até esta quarta-feira, cerca de 297 mil crianças de 0 a 4 anos não haviam tomado nenhuma dose da vacina contra a Covid-19. Já na faixa etária de 5 a 11 anos, apenas 356.258 completaram o esquema vacinal — 115.108 tomaram a primeira dose, já 88.889 não tomaram nenhuma.