Covid-19: vacinação de crianças começa na cidade do Rio marcada por emoção de famílias

·3 min de leitura

A cidade do Rio iniciou na manhã desta segunda-feira a vacinação de crianças contra a Covid-19. Hoje é a vez das meninas de 11 anos, além dos pequenos de qualquer idade com comorbidades. Por volta de 7h30, o prefeito Eduardo Paes e os secretários de Saúde, Daniel Soranz, e de Educação, Renan Ferreirinha, estiveram no Museu do Amanhã para presenciar a imunização das 12 primeiras crianças da cidade. A primeira foi Marion Timóteo, aluna da rede municipal e moradora do Morro da Providência: ela se disse feliz e aliviada por ter tomado a vacina.

— Alguns parentes meus que não moram comigo pegaram (Covid), então eu estava preocupada. Sempre que saio de casa, uso máscara e álcool gel. Agora, estou me sentindo muito mais protegida do que antes. Estava um pouco nervosa, (mas a vacina) não dói não. É só você não prestar atenção que você nem sente, é só uma picadinha — disse a menina.

Davi Azeredo, de 7 anos, tem uma doença metabólica rara chamada Acidúria Glutárica tipo 1, que compromete sua parte motora. Ele foi um dos selecionados e pôde se vacinar contra a Covid-19 após dois anos recluso em casa em razão da pandemia. O momento da primeira dose foi acompanhado com muita emoção pelo pai do menino, Paulo Silva.

— Esse momento representa a concretização de um sonho à curto prazo que o pai dele e eu estabelecemos de 2020, que era manter o Davi saudável, livre da Covid. Estou muito feliz de dar essa oportunidade para o meu filho. É como se eu estivesse dando a ele novamente a chance de uma vida feliz e tranquila. Nos isolamos porque eu me sentiria muito irresponsável se eu ocasionasse uma doença grave ao meu filho. Agora, teremos uma vida menos presa, ainda tomando cuidado, mas com uma nova oportunidade de convivência. Eu estou muito emocionada — disse a mãe, que perdeu um cunhado para a doença. Ela estava acompanhada do pai de Davi, Paulo Silva.

O objetivo inicial da prefeitura é aplicar a primeira dose em todos os 560 mil pequenos de 5 a 11 anos até 9 de fevereiro, de forma escalonada por idade (Veja abaixo o calendário completo previsto). Mas o cronograma pode ser afetado devido a eventuais atrasos no envio de doses pelo Ministério da Saúde.

O prefeito Eduardo Paes clamou para que os pais levem seus filhos para vacinar e pediu para que "não acreditem em teoria fantasiosa, besteira, em mentira de rede de zap".

— É super emocionante dar aos nossos filhos a esperança de que vamos superar esse momento ruim. Se olharmos a história do Davi, o medo justificado da Covid fez com que sua família ficasse dois anos praticamente reclusa com medo de morrer. Ele perdeu um tio de 44 anos de idade. Faço um apelo aos pais cariocas: acreditem na ciência, pois as pessoas estão deixando de morrer por causa da vacina. Não brinquem com a vida dos seus filhos — pediu o prefeito.

11 anos

10 anos

9 anos

8 anos

7 anos

6 anos

5 anos

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos