Covid: aumento de casos de contaminação provoca lockdown de milhões de chineses

© RFI/Stéphane Lagarde

A China registrou no sábado (16) seu maior número de casos de coronavírus desde maio, com milhões de pessoas em lockdown neste fim de semana, enquanto as autoridades persistem com sua política de zero Covid.

Ordenando isolamentos imediatos, longas quarentenas e testes em massa, a China ainda persegue o objetivo de eliminar surtos, mesmo que a estratégia tenha um grande impacto na economia.

A China registrou 450 infecções no sábado, acima das 432 do dia anterior. A maioria dos casos era assintomática.

A onda crescente de casos levou a novas restrições esta semana em algumas partes do país.

Lanzhou, capital da província de Gansu, no noroeste, ordenou que seus 4,4 milhões de habitantes ficassem em casa a partir de quarta-feira (13), e um condado da província de Anhui entrou em isolamento a partir de sexta-feira (15).

Beihai, na região sul de Guangxi, também anunciou no sábado bloqueios em partes de dois distritos que abrigam mais de 800.000 pessoas.

"Atualmente, a situação de prevenção e controle da epidemia na cidade de Beihai é grave e complicada, e o risco de transmissão oculta na comunidade é relativamente alto", disse um aviso do governo anunciando as restrições.

Isolamento ameaça economia

No início da semana, o centro siderúrgico de Wugang, na província central de Henan, anunciou um bloqueio de três dias devido a um único caso de Covid.

A variante Ômicron do vírus que se espalha rapidamente tem sido um grande desafio para as autoridades chinesas, que tentam limitar os danos econômicos causados ​​pelas restrições da Covid.

A China registrou sua taxa de crescimento mais lenta no segundo trimestre desde o surto inicial de Covid, com o PIB expandindo apenas 0,4% no ano.

(com informações da AFP)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos