Covid dispara em Araraquara (SP) e prefeitura retoma atendimento exclusivo

*Arquivo* ARARAQUARA, SP, 11.03.2021 0 Paciente com Covid internado em UTI da Santa Casa de Araraquara na onda da variante P.1, no ano passado. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)
*Arquivo* ARARAQUARA, SP, 11.03.2021 0 Paciente com Covid internado em UTI da Santa Casa de Araraquara na onda da variante P.1, no ano passado. (Foto: Rubens Cavallari/Folhapress)

RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - O novo avanço de casos de Covid-19 em Araraquara (a 273 km de São Paulo) fez com que a prefeitura voltasse a criar nesta sexta-feira (27) uma unidade de saúde para atendimento exclusivo de casos suspeitos ou confirmados da doença.

A UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da Vila Xavier foi usada durante grande parte da pandemia como centro de atendimento para a Covid. Com o arrefecimento dos casos após o avanço da vacinação, porém, o local passou a atender também outras doenças.

A cidade, porém, teve uma nova alta da doença em maio. Foram 5 mortes e 5.833 casos confirmados, contra 1.573 casos e nenhuma morte em abril. Mesmo assim, a situação no município segue melhor do que em janeiro, quando foram registrados 19.485 casos e 33 mortes.

Desde o início da pandemia, em março de 2020, Araraquara soma 71.121 casos confirmados, com 685 mortes.

O cenário de saúde na cidade fica ainda mais complicado devido a outro problema: uma epidemia de dengue com 9.240 casos e 13 mortes.

"Resolvemos retomar o atendimento na UPA da Vila Xavier exclusivo para Covid diante da grande procura das pessoas com síndrome gripal e o aumento também do número de confirmados da doença. Para tanto, nós não precisamos mudar a estrutura da unidade, mas o que vai diferenciar hoje é que estaremos ampliando o número de pessoas para realizar a coleta, assim como deixaremos três médicos exclusivos para o atendimento de Covid", disse a secretária da Saúde de Araraquara, Eliana Honain.

Segundo a secretária, a diferença é que agora a estrutura municipal será mais concentrada nos atendimentos e na testagem da população.

Por conta da vacinação --mais de 90% dos moradores têm o esquema vacinal completo--, os casos de complicações da doença e internações em enfermarias e UTI (Unidade de Terapia Intensiva) caíram nos últimos meses.

Há três pessoas internadas com Covid em UTI e 29 em enfermarias na cidade atualmente, cenário muito diferente do registrado no auge da doença no município.

No início de 2021, com a circulação da cepa P.1, Araraquara se tornou símbolo do avanço da doença no país, chegou a ter mais de 200 pessoas internadas e teve que transferir pacientes para outras cidades.

"A gente sabe que a vacina não evita 100% a doença, mas ela evita as complicações e, consequentemente, as mortes", disse a secretária.

Com o uso exclusivo da UPA da Vila Xavier, o atendimento a pacientes com outras doenças foi transferido para outras duas UPAs, a Central e a Valle Verde.

A situação fez com que o hospital de campanha criado para atender pacientes com Covid e que tinha sido desativado fosse reaberto exclusivamente para casos de dengue.

O local funciona diariamente das 7h às 21h, especialmente para hidratação das vítimas da dengue.

"Com isso, a gente tem certeza que estamos organizando da melhor maneira possível a assistência às duas patologias. Hoje Covid com maior incidência, em segundo dengue", afirmou a secretária.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos