Covid: Proporção de mortes de idosos em SP cai de 80% para 66%

·2 minuto de leitura
SAO PAULO, BRAZIL - MAY 20: Clinicians work after manually proning a COVID-19 patient in the Intensive Care Unit (ICU) of a former men’s hospital, which has been converted into a field hospital for COVID-19 patients, on May 20, 2021 in Sao Paulo, Brazil. The hospital currently has 20 ICU beds, 16 of which are occupied. Health experts are warning that Brazil should brace for a new surge of COVID-19 amid a slow vaccine rollout and relaxed restrictions. The state of Sao Paulo has registered over 3 million cases of COVID-19 and more than 100,000 deaths. Over 440,000 people have been killed in Brazil by COVID-19, second only to the U.S. (Photo by Mario Tama/Getty Images)
SAO PAULO, BRAZIL - MAY 20: Clinicians work after manually proning a COVID-19 patient in the Intensive Care Unit (ICU) of a former men’s hospital, which has been converted into a field hospital for COVID-19 patients, on May 20, 2021 in Sao Paulo, Brazil. The hospital currently has 20 ICU beds, 16 of which are occupied. Health experts are warning that Brazil should brace for a new surge of COVID-19 amid a slow vaccine rollout and relaxed restrictions. The state of Sao Paulo has registered over 3 million cases of COVID-19 and more than 100,000 deaths. Over 440,000 people have been killed in Brazil by COVID-19, second only to the U.S. (Photo by Mario Tama/Getty Images)
  • A proporção de idosos no total de mortes por Covid-19 em São Paulo diminuiu em março e abril

  • Dados prévios do Ministério da Saúde mostram que 66% das vítimas no estado tinham mais de 60 anos

  • Apesar da menor proporção, o número absoluto de óbitos cresceu em todas as idades

Dados preliminares do Ministério da Saúde mostram que a proporção de idosos no total de mortes causadas pelo coronavírus diminuiu no estado de São Paulo nos meses de março e abril, em comparação com a média histórica da pandemia.

Segundo reportagem do portal G1, 66% das vítimas do coronavírus em São Paulo foram idosos em abril e março. Já em 2020, nos meses de outubro e novembro, a proporção chegou a ser de 80%. Óbitos ocorridos nos últimos dois meses ainda podem ser contabilizados com atraso nos próximos dias, o que pode afetar o baixo percentual.

Leia também

O levantamento leva em consideração 100.220 mortes por Covid-19 em São Paulo contabilizadas no sistema Datasus até a última quarta-feira (19). O estado chegou nesta sexta a 107.017 óbitos e a 3.163.859 casos confirmados da doença. A faixa etária mais avançada representa 73% das vítimas ao longo da pandemia.

Apesar da proporção de idosos ter diminuído como consequência da vacinação, o número absoluto de mortes aumentou em todas as idades em março, pior mês da pandemia no estado de São Paulo, quando o total de mortes entre pessoas com idade de 40 a 59 anos foi, pela primeira vez, maior do que o número de mortes daquelas com mais de 80 anos (5.039 a 3.448).

A faixa etária de 60 a 79 anos ainda é a que tem o maior número de óbitos pela Covid-19, com 9.679 vítimas em março, o que equivale a metade das mortes registradas naquele mês.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos