Cozinha gourmet vira objeto de desejo dos moradores

·3 minuto de leitura

Não basta ser o apartamento dos sonhos – é preciso ter cozinha gourmet, com tudo mais que couber na imaginação do chef caseiro e, naturalmente, na planta do imóvel. A vontade de ter uma área gourmet já estava no cardápio dos clientes antes mesmo da pandemia, mas o isolamento social apimentou essa relação.

Hoje, é comum o futuro morador demandar que esse espaço tenha itens como cooktop, coifas, churrasqueira, cubas duplas, torneiras gourmet, adega e chopeira, além de outros já consagrados. Na Carvalho Hosken, o diferencial dos projetos é a integração da cozinha com a varanda, como acontece nos condomínios Font-Vieille, na Península; e Saint Michel, no Ilha Pura. Todos esses mimos exigem um investimento maior das incorporadoras e, claro, têm custo.

— Com tantos equipamentos, é necessário investir na capacidade do sistema elétrico. Para as churrasqueiras, é necessário prever exaustão adequada — explica a gerente de Incorporação da Carvalho Hosken, Talitha de Abreu Ribeiro.

Gerente comercial da Avanço Realizações Imobiliárias, Júlio Borges destaca que, durante a pandemia, a cozinha gourmet serviu de lazer, de terapia e até de hobby para as pessoas, que passaram a valorizar ainda mais a integração do espaço com outros cômodos da casa.

Ele destaca que as cozinhas atuais são uma evolução das americanas, com bancada única e utensílios em padrões superiores aos de uma cozinha tradicional, permitindo a quem cozinha interagir com outras pessoas na sala, por exemplo. No Playa Exclusive Residences, que a construtora está lançando na Barra, o cliente tem a opção de já comprar um kit master gourmet na planta.

— Muitos optam por uma cozinha gourmet pela praticidade de receber a unidade já pronta e com um custo melhor, diluído nas parcelas do imóvel — afirma Júlio Borges.

Ilha aberta

Na venda do Nove, em Ipanema, a equipe da Mozak observou que boa parte dos compradores optou pelo modelo gourmet desde a planta. Além da integração com a família, quem tem filho pequeno gosta de poder observar as crianças na sala enquanto cozinha.

— O sonho é uma cozinha com ilha aberta para a sala, integrando os dois ambientes, o que amplia os apartamentos mais compactos e permite que os moradores possam conviver mais —afirma a coordenadora de projetos da Mozak, Clarissa Grinstein.

Para realizar esse desejo, os futuros moradores nem se incomodam de gastar um pouco mais, já que, para integrar a cozinha à sala, é necessário investir em acabamentos premium, com recursos sofisticados e tecnologia. Clarissa conta que, para atender ao pedido de um cliente que sonhava ter uma cozinha industrial, a equipe da Mozak mergulhou nesse universo, visitando restaurantes e fazendo uma série de adaptações no projeto.

Na Itten Incorporadora, o espaço gourmet já nem é mais tratado como tendência, mas como realidade, e pode ser agregado à sala ou à varanda. E os candidatos a chef estão cada vez mais interessados em sofisticar suas cozinhas, que deixaram de ser áreas de serviço e se transformaram em ambientes sociais.

— As pessoas solicitam até infraestrutura para ar-condicionado. Mas é preciso levar em conta que o mais importante da cozinha gourmet é que seja realmente funcional — diz o diretor da empresa, Eduardo Cruz.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos