CPI da Covid bate recorde e supera CPI dos Correios em ações no Supremo

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A judicialização das decisões tomadas na CPI da Covid, como quebras de sigilo e convocações para depoimentos, bateu o recorde de todas as comissões instauradas no Congresso. O Supremo Tribunal Federal recebeu desde o início da investigação ao menos 100 ações contra atos aprovados pelos senadores.​

A CPI dos Correios, de 2005, liderava o ranking até então com 74 ações durante a apuração sobre o escândalo na estatal que deu origem ao Mensalão. A comissão era presidida pelo então petista Delcídio do Amaral e o posto de relator ficou com Osmar Serraglio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos