CPI da Covid cancela cerimônia de homenagem a vítimas da doença

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — O relator da CPI da Covid, senador Renan Calheiros (MDB-AL), anunciou nesta sexta-feira que foi cancelada a cerimônia que a comissão estava preparando em homenagem às vítimas da Covid-19. De acordo com Renan, a decisão foi tomada para que ele se dedique mais ao seu relatório.

"Para me dedicar mais ao Relatório e evitar narrativas políticas e Fake News, cancelamos a Cerimônia que homenagearia as Vítimas da Covid 19. Os responsáveis pelas mais de 600 mil mortes serão punidos pela justiça dos homens e de Deus", escreveu o senador em sua conta no Twitter.

A cerimônia estava prevista para ocorrer no dia 19, quando o relatório de Renan será apresentado. A votação do texto está marcada para o dia seguinte.

A ideia do evento havia sido do próprio Renan, mas havia divergências dentro do grupo majoritário da comissão (apelidado de G7). O senadores Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e Otto Alencar (PSD-BA), por exemplo, eram contrários à ideia de promover uma apresentação musical.

A equipe do Renan Calheiros entrou em contato com Ivan Lins para sondar a viabilidade de o artista cantar a música “Aos nossos filhos” durante o encerramento dos trabalhos. A letra da canção tem frases como “perdoem a falta de abraço”, “perdoem a falta de abrigo”, “perdoem a a falta de ar”.

Déa Lúcia, mãe do artista Paulo Gustavo, que morreu em decorrência de Covid-19, chegou a ser convidada para participar da cerimônia, mas preferiu não participar do evento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos