CPI da Covid convoca Osmar Terra, apontado como membro do 'gabinete paralelo' de Bolsonaro

·3 minuto de leitura
Osmar Terra apoia Bolsonaro no fim do isolamento
Osmar Terra orientava Bolsonaro sobre imunidade de rebanho e era contrário ao isolamento social (Foto: Marco Côrrea/ PR)
  • CPI da Covid no Senado convoca Osmar Terra, apontado como membro do "ministério paralelo" de Bolsonaro

  • Vídeos apontam “ministério paralelo” de Bolsonaro com Osmar Terra e Nise Yamaguchi

  • Grupo teria orientado presidente Jair Bolsonaro a adotar tese de imunidade de rebanho e defender tratamento precoce

Senadores da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid aprovaram, nesta quarta-feira (9), Senadores da CPI da Covid aprovaram, nesta quarta-feira (9), a convocação do deputado federal e ex-ministro Osmar Terra (MDB-RS) para prestar depoimento. Ele é apontado como o organizador do grupo de médicos do chamado “ministério paralelo” de aconselhamento do presidente Jair Bolsonaro durante a pandemia.

Em evento organizado por Terra, médicos defensores da cloroquina sugeriram ao presidente criar um ‘gabinete das sombras’ para também participar das discussões sobre vacinas. Na última semana, o vídeo do encontro foi veiculado.

Leia também

A linha de investigação dos senadores é que esse grupo convenceu Bolsonaro de que seria possível tratar a doença com a distribuição de medicamentos, como a cloroquina, em detrimento da compra de vacinas.

O objetivo é apurar qual a participação de cada um na decisão do governo de adiar ou até boicotar a compra de vacinas e concentrar esforços no incentivo ao tratamento da covid com medicamentos sem eficácia.

Em seu depoimentos na CPI, o ex-ministro Luiz Henrique Mandetta afirmou que o presidente Jair Bolsonaro tinha “aconselhamento paralelo” para a tomada de decisões na pandemia do coronavírus.

A CPI da Covid revogou também o sigilo de documentos encaminhados ao grupo. Segundo os senadores, os materiais foram restringidos indevidamente pelo governo federal. O presidente da comissão, senador Omar Aziz (PSD-AM), afirmou que documentos só serão classificados como sigilosos caso haja justificativa para isso.

Demais requerimentos aprovados:

  • Convocação do auditor do TCU Alexandre Figueiredo Costa Silva Marques, que teria elaborado um “estudo paralelo” segundo o qual metade das mortes por covid-19 confirmadas pelos estados não teria ocorrido

  • Acareação entre a coordenadora-geral do PNI, Franciele Francinato, e a médica Luana Araújo sobre a vacinação de gestantes

  • Convocação do ex-secretário de Saúde do DF Francisco de Araújo Filho, denunciado por organização criminosa em suposto esquema de corrupção na compra de testes rápidos para detectar o novo coronavírus

  • Convocação do secretário de Comunicação Institucional da Presidência, Felipe Cruz Pedri, sobre ações de conscientização e informação da população na pandemia

  • Convocação do desenvolvedor do aplicativo TrateCov, que receitava cloroquina até para bebês e grávidas com Covid-19, ou do técnico responsável da empresa contratada para isso

  • Convocação do empresário José Alves Filho

  • Convocação do presidente da Apsen Farmacêutica, Renato Spallicci

  • Pedido de informações às companhias Latam, Gol e Azul. Omar Aziz (PSD-AM) quer acesso a registros de voos realizados a Brasília pela médica Nise Yamaguchi e dois irmãos dela, Greici Yamaguchi e Charles Takahito

  • Pedido de informações ao Ministério da Saúde de eventuais contratos ou repasses de recursos para pessoas jurídicas que tenham a médica Nise Yamaguchi como sócia.

  • Pedido de informação ao Ministério da Saúde sobre testes, 

  • Pedido de informação à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a empresa farmacêutica Apsen, que defendeu o uso da hidroxicloroquina contra a Covid-19.

A comissão rejeitou, por 8 votos a um, a convocação do diretor da Polícia Federal, Paulo Maiurino, pedida pelo senador governista Eduardo Girão (Podemos-CE), para falar sobre operações que apuram desvios de recursos públicos destinados ao combate à pandemia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos