CPI da Covid: Senadores aprovam convocação e Queiroga irá depor pela terceira vez

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
BRASILIA, BRAZIL - JUNE 08: Health Minister Marcelo Queiroga speaks in the Parliamentary Inquiry Committee (CPI) to investigate government actions and management during the coronavirus (COVID-19) pandemic at the Federal Senate on June 8, 2021 in Brasilia, Brazil. The CPI was ordered by the Supreme Court. (Photo by Andressa Anholete/Getty Images)
Marcelo Queiroga foi convocado para depor à CPI da Covid pela terceira vez (Foto: Andressa Anholete/Getty Images)
  • Marcelo Queiroga irá depor à CPI da Covid pela terceira vez

  • Ministro já esteve na comissão parlamentar de inquérito em 6 de maio e 8 de junho

  • Senadores criticaram adiamento de votação do Conitec sobre tratamento precoce

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, irá pela terceira vez à CPI da Covid. O requerimento foi protocolado pelo senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) e aprovado pelos parlamentares. 

"No dia que ele foi acometido de covid, ele repostou uma mensagem nas redes sociais dele de uma pessoa dizendo 'mas o senhor não está vacinado? Tomou as duas doses e pegou assim mesmo covid?'. Ministro Queiroga, a gente não esqueceu não que o senhor repostou isso", relembrou Omar Aziz (PSD-AM), presidente da comissão. 

Leia também:

"E o senhor passou 15 dias no Estados Unidos e já está aqui no Brasil é porque o senhor teve a oportunidade de tomar a vacina, por isso que o senhor está vivo. Então, quase 600 mil pessoas que morreram no Brasil, ministro Queiroga, foram por causa do tratamento precoce, que hoje a Conitec não está discutindo."

Um dos pontos levantados pelos senadores durante a discussão foi o caso do adiamento do documento do Conitec, que se posicionava contra o tratamento precoce. Quando Queiroga esteve na CPI, o órgão técnico foi mencionado diversas vezes, como sendo o responsável por dizer que o chamado "tratamento precoce" era adequado ou não. 

Essa será a terceira vez que Queiroga depõe à CPI da Covid. O ministro já esteve na comissão em 6 de maio e 8 de junho. A data do novo depoimento ainda será decidida por Omar Aziz. 

Os senadores também reclamaram que Queiroga não respondeu questionamentos enviados pela CPI, como por exemplo o motivo de o ministério não ter renovado o contrato de fornecimento da CoronaVac.

Adiamento do protocolo 

O governo federal adiou a análise da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec) sobre o chamado “tratamento precoce”, isto é, o uso de medicamentos ineficazes contra a covid-19. A previsão era de que o órgão votaria nesta quinta-feira (7) um relatório sobre o uso dos remédios.

Segundo informações da rádio CBN, o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), ficou irritado com as informações técnicas que constavam no documento e com a iminente posição do Conitec de criticar o “tratamento precoce”. Por isso, Bolsonaro pressionou o Ministério da Saúde por mudanças no relatório.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos