CPI da Covid terá reunião nesta 2ª para discutir divergências sobre relatório final

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Integrantes da CPI da Covid no Senado antes de reunião do colegiado
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Por Ricardo Brito

BRASÍLIA (Reuters) - A CPI da Covid vai realizar na tarde desta segunda-feira uma reunião entre os membros que têm comandado os trabalhos da comissão para discutir eventuais divergências do relatório final do senador Renan Calheiros (MDB-AL), segundo fontes ouvidas pela Reuters.

A comissão deverá discutir detalhes do relatório de Renan, que teve versões preliminares divulgadas pela imprensa nos últimos dias. O relator não deve participar, segundo uma fonte.

Em entrevistas e declarações públicas, o presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), demonstrou mais cedo contrariedade com pontos do parecer divulgado. Um deles seria a sugestão de indiciamento do presidente Jair Bolsonaro pelo crime de genocídio de indígenas no enfrentamento à pandemia.

Aziz discorda desse enquadramento alegando que os indígenas em seu Estado foram massivamente vacinados e que não houve genocídio. Ele alertou para o que considera um eventual excesso do relatório.

Em entrevista, Renan minimizou o impacto do vazamento de informações do seu parecer, dizendo até ter achado "bom" que isso tenha ocorrido. Segundo uma fonte, Renan não estaria disposto a recuar, por conta própria, das sugestões de indiciamento feitas pela equipe técnica da CPI.

Essas divergências em torno do parecer final levaram ao adiamento da leitura do texto, que estava prevista para a terça, e da votação final, originalmente marcada para a quarta-feira. Uma nova data está sendo discutida, segundo as fontes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos