CPI da Covid: Veja o momento em que o deputado Luis Miranda entra na sessão após ser citado

Luiz Paulo Dominguetti Pereira, vendedor da Davati Medical Supply, afirmou que a empresa foi procurada pelo deputado federal Luis Miranda (DEM-DF) para negociar vacinas. A declaração foi dada durante depoimento à CPI da Covid.

A negociação não foi feita entre os dois, mas que o deputado teria tentado, de forma insistente, comprar vacinas da Davati.

Dominguetti reproduziu o áudio de Luis Miranda:

"Então, irmão, o grande problema é, vou falar direto com o cara, o cara vai pedir toda a documentação do comprador, um comprador meu já está de saco cheio disso, vai me pedir a prova de vida antes e a gente não vai fazer negócio. Você sabe que eu tenho comprador e com potencial de pagamento instantâneo, na verdade ele compra o tempo todo lá, em quantidade menores, obviamente. Se o seu produto estiver no chão, tiver um vídeo, falar meu nome, 'Luis Miranda, tá aqui o produto', meu comprador entende que é fato, ok? E encaminha toda a documentação necessária, amarra, faz os contratos todos e bola pra frente. Eu não vou mais perder tempo com esse comprador, que desgastou muito, meu irmão, nos últimos 60 dias, é muita conversa fiada no mercado. Eu não me sinto nem a vontade, nem confortável (...). Eu não vou perder tempo, pode fazer uma live comigo, um facetime, um Skype, o que ele quiser, mostra a carga. Se quiser gravar um vídeo, grava um vídeo. Eu mando pro cara e, na hora, o cara fecha negócio, ele tem recorrência", disse em áudio supostamente enviado à Davati.

No áudio, Luis Miranda não cita vacinas, fala apenas em "produto". "Segundo o Cristiano, foi para o pessoal nosso da Davati, onde ele tentava intermediar a compra de vacinas", explicou Dominguetti.

Na última sexta-feira, os irmãos Miranda estiveram na CPI da Covid para dar explicações sobre o caso Covaxin. Há a suspeita de corrupção por parte do governo Bolsonaro na compra da vacina indiana.

No entanto, o representante da empresa Davati Medical Supply no Brasil, o empresário Cristiano Alberto Carvalho negou que o áudio do deputado Luis Claudio Miranda (DEM-DF), recebido por ele e divulgado na CPI da Covid por Luiz Paulo Dominguetti, tratasse da negociação de vacinas, como foi alegado. Segundo Carvalho, Dominguetti quer "aparecer".

— Eu recebi de outra pessoa, não diretamente do Luiz, não se refere a vacinas — disse Carvalho ao GLOBO.

— Se refere a quê? — questionou a repórter.

— Acredito que sobre os negócios dele nos EUA. Não tem nada uma coisa com a outra. — respondeu Carvalho.

— Então não tem relação com a Davati? — insistiu a repórter.

— Nada — afirmou Carvalho.

— Por que ele disse isso na CPI, então? — perguntou o GLOBO.

— Quer aparecer — reagiu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos