CPI pede ao DF boletim de ocorrência da 'Capitã Cloroquina' contra chefe de gabinete de Queiroga por ameaça

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA - A CPI da Covid aprovou requerimento para requisitar à Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal o boletim de ocorrência feito pela secretária de Gestão do Trabalho e da Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, conhecida como "Capitã Cloroquina", contra o chefe de gabinete do ministro da Saúde, João Lopes de Araújo Júnior por ameaça.

Segundo revelou a rádio "CBN", Pinheiro afirmou que tem sido ameaçada em conversas por aplicativo e acusada injustamente de conspiração por Araújo Júnior que é funcionário do ministro Marcelo Queiroga. Nas mensagens, apresentadas na Polícia Civil do Distrito Federal, o chefe de gabinete acusa Mayra Pinheiro de atuar, em conjunto com o ministro do Trabalho, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), pela demissão de Queiroga.

A CPI também aprovou requerimento para que a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec) repasse em 24 horas o documento contraindicando o uso da cloroquina para tratamento precoce da Covid-19. A previsão seria apresentar o relatório na reunião da Conitec nesta quinta-feira, mas, diante de notícias de intervenção política para que isso não ocorra, a comissão decidiu requisitar o texto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos