CPI recomeça nesta terça ouvindo namorada de Cachoeira

Andressa Mendonça, mulher de Carlinhos Cachoeira, durante o depoimento do marido na CPI no Congresso.BRASÍLIA - A CPI do Cachoeira retoma nesta terça-feira os trabalhos com o depoimento da namorada do contraventor, Andressa Mendonça. Na última terça-feira, Andressa pagou fiança de R$ 100 mil à Justiça Federal para não ser presa. Ela é acusada de tentar chantagear o juiz Alderico Rocha Santos, da 5ª Vara Federal, responsável pelo processo em que Cachoeira e mais sete pessoas respondem por corrupção de agentes públicos, violação de sigilo e formação de quadrilha armada.

Leia mais:
CPI nega pedido para adiar depoimento de Andressa
Grupo de Cachoeira pagou escritório de Brindeiro, diz PF
PF acusa Delta de usar nota fria para pagar Cachoeira

Na semana passada, o advogado de Andressa Mendonça, Gerardo Grossi, pediu para adiar o depoimento, mas o pedido foi negado.

Na quarta-feira, está marcado o depoimento da ex-mulher do bicheiro, Andréa Aprígio de Souza. Ontem, ela obteve liminar do Supremo Tribunal Federal (STF) para ficar calada durante o depoimento. Andressa irá depor na condição de investigada, enquanto Andréa poderá falar como testemunha.

Cachoeira é suspeito de ter comprado uma fazenda no nome da ex-mulher, manobra similar à estratégia adotada com Andressa Mendonça, que passou a ser investigada pela PF e pelo Ministério Público Federal (MPF) por figurar como proprietária de uma fazenda de R$ 20 milhões, situada a cem quilômetros de Brasília.

Relatório da PF sobre documentos apreendidos na deflagração da Operação Monte Carlo sugere o sequestro da fazenda em nome da ex-mulher Andrea, situada em Alexânia (GO), próximo a Brasília. Os documentos apreendidos não detalham o valor de compra da fazenda colocada no nome da ex-mulher de Cachoeira.

Já com o imóvel em nome da namorada Andressa, o bicheiro pretendia faturar R$ 38 milhões com novos loteamentos.

As investigações da PF apontam ainda Andrea, a ex-mulher, e o irmão, Adriano Aprígio, como os principais testas de ferro de Cachoeira. A Vitapan Indústria Farmacêutica, empresa que teria sido usada para lavar dinheiro da jogatina, segundo a PF, também já esteve no nome dos dois. A indústria foi avaliada em R$ 100 milhões. Andrea também é sócia do Instituto de Ciências Farmacêuticas de Estudos e Pesquisas (ICF), em Goiânia.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias