Crítico do distanciamento social, Osmar Terra anuncia que está com Covid-19

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 02.12.2019: O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), ex-ministro do governo Jair Bolsonaro. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 02.12.2019: O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), ex-ministro do governo Jair Bolsonaro. (Foto: Zanone Fraissat/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS), ex-ministro do governo Jair Bolsonaro, confirmou nesta sexta-feira (13) que foi infectado pelo novo coronavírus. Terra era umas das vozes mais contundentes contra o distanciamento social dentro do governo e minimizou a pandemia diversas vezes.

Em publicação nas redes sociais, ele disse estar sem sintomas. "Comunico aos que me seguem que testei positivo para Covid-19. Estou bem e sem sintomas", escreveu em sua conta no Twitter.

"Já iniciei tratamento precoce com hidroxicloroquina e ivermectina. Comecei o isolamento em casa e cumprirei minha agenda de forma remota nos próximos dias seguindo as instruções médicas."

Leia também

O uso da hidroxicloroquina e da ivermectina contra a Covid-19 não tem evidências científicas comprovadas.

Desde o início da pandemia, em março deste ano, Terra tem minimizado a gravidade da Covid-19. Ele chegou a afirmar que o pico de infecções se daria no meio do ano e que o Brasil alcançaria somente 2.000 mortes e 40 mil casos. Os registros da Covid-19 no país já ultrapassam 164 mil mortes e 5,7 milhões de casos.

Em outubro, ele publicou dados imprecisos para colocar em dúvida a eficiência de medidas de distanciamento em redes sociais. O post teve mais de 2.500 interações.

As falas de Osmar Terra tinham ressonância dentro do governo. Da mesma forma, Bolsonaro também minimizou e ainda minimiza a doença. Nesta sexta, o presidente chamou de "conversinha" a possibilidade de uma nova onda de casos no país.

O governo já trocou dois ministros da Saúde meio à pandemia. Luiz Henrique Mandetta e Nelson Teich saíram do cargo em razão de desentendimentos com a postura de Bolsonaro com relação à doença.

O atual ministro da Saúde, o general da ativa Eduardo Pazuello, chegou a ser internado após receber diagnóstico da doença. Ele foi o 12º ministro do governo Bolsonaro a ser infectado com o novo coronavírus, além do próprio presidente.