Craque da Libertadores, Pedro ganha anel com 128 diamantes; veja detalhes

Atacante do Flamengo, Pedro foi eleito o melhor jogador da Libertadores de 2022 e levará para casa um mimo: um anel com 28 gramas de ouro 18 quilates e 128 diamantes. A joia foi feita pela Bridgestone, fabricante japonesa de pneus, uma das patrocinadoras do torneio desde 2013. A empresa não revela o valor da joia – especula-se que no mínimo seja R$ 200 mil.

Além de Pedro, disputaram o prêmio Vítor Roque e David Terans, do Athletico-PR, e Arrascaeta e Everton Ribeiro, do Flamengo. O anel foi entregue ao vencedor logo depois da grande decisão, ainda no campo do Estádio Monumental de Guayaquil, no Equador.

Pedro foi o artilheiro da Libertadores de 2022. Marcou 12 gols e ficou à frente de Rafael Navarro (Palmeiras), Rony (Palmeiras) e Lucas Janson (Vélez Sarsfield), com sete.

O centro do anel simula a taça da competição, que está envolvida por uma série de diamantes. São 128 pedras preciosas, seis a mais que o anel da última edição da Copa Libertadores.

A joia foi levada para o palco da decisão pela própria empresa, em parceria com uma agência de segurança. Ele foi fabricada no Brasil. No primeiro ano em que o anel foi presenteado ao melhor jogador da competição, em 2019, ele também tinha 128 diamantes e foi dado a Bruno Henrique, do Flamengo.

Já em 2020, Marinho, do Santos, mesmo derrotado na final pelo Palmeiras por 1 a 0, foi o destaque e faturou a joia com 131 diamantes, desenvolvida em homenagem ao estádio do Maracanã, palco daquela decisão. Em 2021, o vencedor foi Gabigol.