Cresce a venda de instrumentos musicais

A valorização do dólar em relação ao real levou otimismo à indústria de instrumentos musicais no Brasil, que prevê alta de 12% no faturamento em 2013 em relação aos R$ 625 milhões obtidos no ano passado.

As informações são da Associação Brasileira de Música (Abemúsica), que na quinta-feira, 19, abriu a 30ª Feira Internacional de Música Expomusic, em São Paulo. A feira vai reunir em cinco dias 200 expositores com a expectativa de fechar R$ 250 milhões em negócios. Se confirmado, o resultado vai representar uma alta de 14,5% em relação a 2012.

"De janeiro a junho, imaginávamos um desempenho 6% a 7% neste ano. Mas com o dólar no atual nível, num momento onde já foi realizada grande parte da importação, a projeção melhorou", diz Synésio Batista da Costa, presidente da Abemúsica.

Roberto Weingrill, presidente da fabricante de instrumentos musicais Weril, diz que já sentiu uma melhora no mercado. As vendas da empresa tiveram um crescimento inesperado de 20% no primeiro semestre. "O mercado começou a crescer tremendamente para nossa linha mais simples", diz o executivo, comemorando a reação dos produtos mais baratos frente aos asiáticos, que estavam dominando o segmento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Carregando...

Siga o Yahoo Notícias