Crescimento britânico se manteve dinâmico no ano do Brexit

(Arquivo) O crescimento econômico na Grã-Bretanha acelerou no terceiro trimestre, a 0,4%, uma boa notícia para o governo, semanas antes da apresentação do orçamento

O crescimento da economia britânica foi de um respeitável 1,8% em 2016, segundo a terceira e definitiva estimativa oficial, divulgada nesta sexta-feira, apesar da decisão dos britânicos de abandonar a União Europeia.

Segundo dados do Escritório de Estatísticas Nacionais, o Produto Interno Bruto (PIB) aumentou 0,7% no quarto trimestre de 2016, exatamente como havia sido previsto na estimativa anterior.

O crescimento anual se ajustou igualmente às previsões anuais dos especialistas consultados pela agência financeira Bloomberg.

Apesar da incerteza sobre o futuro, o crescimento do quarto trimestre foi o maior dos países do G7, os mais ricos do mundo, segundo o ONS.

O principal contribuidor para o crescimento foi o setor de serviços, que inclui finanças, comércio varejista e transportes.

Para 2017, as previsões continuam sendo boas, de 2%, segundo estimativas do ministro da Economia, Philip Hammond.

Em compensação, em 2018, quando o acordo de divórcio com a UE deverá estar pronto, o crescimento será menor, de 1,6%.