Crescimento desacelera na zona do euro apesar da alta do emprego

(5 ago) Um salão de beleza fechado no centro da cidade francesa de Limoux

O crescimento econômico na zona do euro registrou uma desaceleração no segundo trimestre de 2019, mas o índice de emprego registrou alta, anunciou nesta quarta-feira a Eurostat, a agência de estatísticas da União Europeia (UE).

O Produto Interno Bruto (PIB) dos 19 países que compartilham a moeda única cresceu 0,2% entre abril e junho, um aumento inferior ao 0,4% do primeiro trimestre, informou a Eurostat com a publicação dos níveis de crescimento já corrigidos com as variações sazonais.

O índice de pessoas empregadas registrou alta de 0,2% na Eurozona e também de 0,2% nos 28 países membros da UE.

A Alemanha sofreu no segundo trimestre uma queda do PIB de 0,1%, de acordo com os dados oficiais publicados nesta quarta-feira.

O crescimento também foi de 0,2% no conjunto da UE.

O Reino Unido registrou queda de 0,2% no segundo trimestre.