Criada num bar, em Copacabana, Orquestra Villarmônica estreia na Barra da Tijuca

Concebida numa conversa de bar, em Copacabana, entre os regentes Tobias Volkmann e Mario Barcelos e a produtora Isabel Zagury, a Orquestra Villarmônica do Rio de Janeiro quer oferecer um trabalho de excelência para as pessoas já habituadas a concertos e atrair um novo público. O grupo criado no início do ano tem como homenageados os compositores Villa-Lobos, que inspirou seu nome, e Mozart, e escolheu como base a Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, onde fará sua estreia no sábado que vem, dia 11.

Dança, teatro & cia: Barra ganha novo centro cultural, com atividades pagas e gratuitas

Cinema: Com curta sobre a morte do irmão, Alfredo Dias Gomes ganha prêmios internacionais; veja o filme

— Encontramo-nos no dia 27 de janeiro e refletimos sobre a incerteza do cenário da cultura causado pela Covid-19. Pensamos que seria importante criar algo positivo para o renascimento cultural pós-pandemia. Achamos, então, que seria interessante uma orquestra com a cara do Rio, mas também universal, combinando a irreverência e a criatividade cariocas típicas de Villa-Lobos com elementos europeus tradicionais. Assim, surgiu a Villarmônica, coincidentemente no dia do nascimento de Mozart, um dos músicos que mais estão no imaginário popular. E escolhemos a Barra por ser uma região onde o público não tem tanta oportunidade de assistir a concertos como a Zona Sul — conta Tobias, diretor artístico e regente da orquestra.

A apresentação de estreia será dedicada aos mestres que inspiram o grupo, e terá “Bachianas Brasileiras nº 9”, de Villa-Lobos, e “Concerto para clarineta” e “Sinfonia nº 40”, de Mozart. Atualmente, a Villarmônica tem 30 músicos, mas deve chegar a 60.

— O “Concerto para clarineta” é uma das obras mais conhecidas de Mozart. Muita gente se emociona quando ouve. Até as pessoas que não estão habituadas vão ouvir e se identificar com o repertório — garante Volkmann. — Nosso diferencial será o espírito carioca na condução dos concertos, com uma maneira menos formal de lidar com as pessoas. Essa informalidade é algo que vamos levar para os nossos eventos, a fim de formar um novo público.

'Stranger things': Dubladora carioca tem mais de dois milhões de seguidores

Os ingressos estão disponíveis na plataforma Sympla, a partir de R$ 50.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos