Criador do Sonic, Yuji Naka é preso no Japão em escândalo de corrupção

Um dos criadores do jogo Sonic, Yuki Naka foi preso no Japão acusado de estar envolvido em um escândalo de corrupção. O designer teria comprado ações após informações privilegiadas, de acordo com a mídia local. Outros dois ex-funcionários da Square Enix, desenvolvedora de jogos, também foram detidos durante a mesma investigação.

Grammy Latino 2022: Veja os brasileiros que levaram estatuetas

Indenização é de R$ 50 mil: Justiça condena Sikêra Jr e Rede TV por danos morais por ofensa a Xuxa

Os três são acusados de ter acesso a informações ilegais no período em que trabalhavam na empresa, que atuava em colaboração com o estúdio Aiming para o desenvolvimento do jogo Dragon Quest Tact, lançado no início de 2020.

Os três são acusados de terem tido acesso a informações privilegiadas no período em que trabalharam na Square Enix. A empresa trabalhava em colaboração com o estúdio Aiming para o desenvolvimento do Dragon Quest Tact, lançado em julho de 2020.

Antes de o game ser lançado, Naka, Taisuke e Fumiaki teriam adquirido ações da Aiming. Segundo a imprensa japonesa, Yuji Naka teria comprado 10 mil ações por por 2,8 milhões de yens (cerca de R$ 107 mil). O designer trabalhou na Square Enix entre 2018 e 2021 no desenvolvimento do jogo Balan Wonderworld.

Já Taisuke e Fumiaki são acusados de adquirirem ações da empresa no valor de 47 milhões de yens (cerca de R$ 1, 8 milhões). A compra das ações teria ocorrido entre dezembro de 2019 e fevereiro de 2020, pouco antes do lançamento do game. Sem citar nomes, a Square Enix confirmou a investigação de ex-funcionários e disse colaborar com as autoridades:

"Alguns meios de comunicação informaram que os ex-funcionários da Square Enix estavam sob investigação por suspeita de uso de informações privilegiadas. Como a investigação do Ministério Público do Distrito de Tóquio está em andamento, continuaremos a cooperar totalmente com a investigação", informou a empresa, que continuou:

"Lamentamos profundamente a grande preocupação que isso causou a todos os envolvidos. Lidamos com este incidente estritamente, incluindo ações disciplinares internas tomadas contra os funcionários suspeitos."