Criança é baleada e moradores queimam ônibus em Nova Iguaçu

NICOLA PAMPLONA

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Três pessoas, incluindo uma menina de um ano e oito meses, foram baleadas na noite de sexta (14) em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. Na região, houve troca de tiros entre policiais e bandidos.

A polícia informou que houve confronto com bandidos armados na região, mas não confirma a relação entre os dois casos.

Após o tiroteio, moradores queimaram ônibus na Estrada da Madureira, perto da comunidade Dom Bosco, e entraram em confronto com a polícia.

De acordo com o Hospital Geral de Nova Iguaçu, duas pessoas deram entrada na unidade na noite de sexta com perfurações de arma de fogo: Carlos Gabriel Silva de Souza, 18, e a menina de um ano e oito meses.

Souza foi ferido no cotovelo esquerdo a a menina, no braço esquerdo. Os dois foram submetidos a cirurgia e permanecem internados. O estado de saúde de ambos é estável, informou o hospital.

Não há ainda informações sobre a terceira vítima.

A troca de tiros ocorreu quando uma equipe do Batalhão de Polícia de Choque entrou no bairro Marapicu em busca de um veículo com homens armados, após denúncia feita por moradores.

Na mesma noite, equipes do 20º Batalhão de Polícia Militar (BPM) foram acionadas para conter o tumulto com ônibus incendiados na Estrada da Madureira, que passa pelo bairro Marapicu e pela comunidade Dom Bosco, distantes cerca de 4 quilômetros um do outro.

De acordo com relatos de moradores, sete ônibus foram incendiados. A via chegou a ser totalmente interditada.

A polícia informou que equipes do 20º BPM e do Comando de Operações Especiais (COE) estão atuando neste sábado (15) na região para impedir novos atos.

O COE está reforçando a segurança na região desde a semana passada. No último fim de semana, dois policiais em serviços foram baleados na mesma área.