Criança de 7 anos e jovem de 23 são libertados após 16 horas como reféns em Belo Horizonte

BELO HORIZONTE, MG - SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma criança de sete anos e um jovem de 23 foram libertados na manhã desta quinta (22) após serem mantidos reféns por cerca de 16 horas, em Venda Nova, região norte de Belo Horizonte. O sequestro foi encerrado após o criminoso ser baleado por um atirador de elite, segundo a PM.

Inicialmente, a Polícia Miliar de Minas Gerais havia informado que o sequestrador havia morrido. Depois, disse que ele foi socorrido com vida e encaminhado ao Hospital de Pronto Socorro João XXIII.

Os dois deixaram o local escoltados por policiais do Bope (Batalhão de Operações Especiais) de Minas Gerais.

O sequestrador é ex-namorado da mãe da criança e estaria inconformado com um término de relacionamento entre os dois, segundo informações da Polícia Militar.

O rapaz de 23 anos mantido refém é irmão de criação da mulher. O sequestro ocorreu na casa onde a mulher mora com o filho.

O Bope (Batalhão de Operações Especiais) foi acionado e negociou a libertação da criança.

Por volta das 9h, a PM informou que o sequestrador estava alterado e ameaçava matar os reféns e se suicidar. A corporação afirmou ainda que o homem exige a presença da ex-companheira, o que não será atendido, segundo a polícia.

"Temos uma sinalização muito negativa. Talvez tenhamos que evoluir essa situação para salvaguardar a vida dos reféns", disse a porta-voz da PM, Layla Brunnela, em vídeo divulgado pela corporação. A rua em que fica a casa foi fechada.

Policiais militares que estão no local dizem ter visualizado, por janelas da residência, o que seria um revólver nas mãos do sequestrador.

Conforme a Polícia Militar, o sequestro começou ontem por volta das 18h. O homem chegou à casa e agrediu a ex-mulher, que conseguiu fugir. Neste momento, a criança e o jovem foram feitos reféns.