Criança liga para a PM para dizer que não tem nada em casa para comer

BELO HORIZONTE, MG (FOLHAPRESS) - Um menino de 11 anos morador de Santa Luzia (MG), na região metropolitana de Belo Horizonte, ligou para a Polícia Militar para contar que não tinha nada para comer em casa.

O acionamento ocorreu pelo 190 por volta das 20h30 desta terça-feira (2).

O menino mora com a mãe, de 46 anos, e quatro irmãos de 2, 3, 15 e 17 anos, segundo informações da corporação.

"Ô seu policial, aqui, é por causa que, aqui em casa, não tem nada para a gente comer", disse a criança, ao ser atendida.

Com a chamada, uma viatura foi enviada à casa da família.

A mãe, cujo nome não foi fornecido pela corporação, disse aos policiais que não sabia da ligação do garoto para a polícia e que nos últimos dias estava passando por dificuldades financeiras.

Ela disse que recebe o Auxílio Brasil e vive de bicos, porém não tem conseguido trabalho. Além disso, a ajuda que frequentemente recebia de outras pessoas também cessou.

A alimentação da família, acrescentou, vinha se resumindo à sopa de fubá.

Após ouvir o relato, os policiais fizeram uma vaquinha, foram até um supermercado e compraram uma cesta básica.

Os PMs contaram ao gerente do supermercado a situação da família. O responsável pelo estabelecimento também decidiu ajudar e enviou pelos policiais caixas de leite e de biscoitos.

As doações foram entregues na noite desta terça na casa da família.

Segundo a PM, não havia qualquer indício de maus-tratos ou abandono de menores na casa.

Um telefone e um endereço foram disponibilizados para quem quiser enviar doações: (31) 3635-9884 - Batalhão da PM no bairro Palmital em Santa Luzia; rua Yolando Teixeira da Costa, 1.850, Palmital, Santa Luzia.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos