Criança morre após ser atropelada por caminhão em calçada na Grande SP

ALFREDO HENRIQUE
·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Uma menina de 9 anos morreu após ser atropelada e arrastada por um caminhão betoneira, por volta das 20h desta quinta-feira (28), quando estava na calçada de casa em Itapecerica da Serra (Grande SP). O condutor do veículo desgovernado, um motorista de 38 anos, teria perdido o freio do caminhão, atingindo uma moto, três carros e um ônibus. Imagens de uma câmera de monitoramento mostram Heloísa Gusmão Fernandes com um cachorrinho no colo, enquanto estava sobre sua bicicleta parada em frente de casa, às 19h55. Instantes depois, é possível notar que a criança percebe a aproximação da betoneira. Ainda segundo as imagens, a menina desce da bicicleta e corre, levando o cachorro no colo. Em poucos segundos, o caminhão acerta um Volkswagen Gol, vermelho, que estava estacionado, e empurra o veículo até atingir a criança. A vítima foi arrastada até a betoneira se chocar contra o muro do almoxarifado da prefeitura da cidade da Grande SP. Heloísa ficou presa em escombros do muro misturados à ferragem do caminhão e morreu no local. Segundo a polícia, após o corpo dela ser retirado do emaranhado de ferro e concreto, foi constatado que ela sofreu esmagamento de crânio, explosão do tórax e o abdômen foi dividido ao meio. Testemunhas disseram à polícia que o motorista não teria conseguido frear o caminhão e, por isso, sinalizava para que as pessoas saíssem de sua frente. A defesa dele não foi encontrada até a publicação desta reportagem. Após a colisão, ele foi encaminhado em estado de choque ao Hospital Geral de Itapecerica da Serra, de onde foi transferido ao Hospital Geral de Cotia, também na Grande SP. Ele permanecia internado até a publicação desta reportagem. Seu estado de saúde não foi informado. O caso foi registrado como choque, atropelamento e morte suspeita na Delegacia de Itapecerica da Serra, que investiga o caso.