Crianças presenciam assassinato de mãe e padrasto e pedem socorro aos vizinhos

·1 min de leitura

RIO — Duas crianças com idades de quatro e sete anos precisaram pedir socorro aos vizinhos, enquanto carregavam um bebê de cinco meses, depois de assistir ao assassinato da mãe e do padrasto. O casal foi executado a tiros dentro de casa na noite desta quinta-feira no Córrego do Japú, na cidade de Santana do Manhuaçu, na região nordeste de Minas Gerais. A Polícia Militar ainda não tem conhecimento da motivação do crime.

Paula Franciele Gomes Mota, de 28 anos, e Christian Eric Rodrigues de Souza, de 22, são pais do bebê de cinco meses. As outras duas crianças são filhas de um relacionamento antigo de Paula Franciele. De acordo com a Polícia Militar, ao chegar na casa da família, os agentes encontraram as vítimas caídas sem vida e com marcas de balas, com três cápsulas de munição calibre 12 encontradas perto dos corpos.

Agentes do 11º Batalhão de Polícia Militar, de Manhuaçu, atuam em buscas na região do Caparaó, para encontrar os autores do assassinato. Os policiais fizeram levantamentos durante todo o dia de hoje, mas não identificaram suspeitos. De acordo com a PM, o homem, vítima do homicídio, tinha envolvimento com drogas.

As autoridades de segurança pedem à população da região que telefone ao 190 para oferecer informações que podem ajudar as investigações a solucionarem o crime.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos