Criança de 10 anos engravida de gêmeos após ser estuprada; polícia suspeita de padrasto

Redação Notícias
·2 minuto de leitura
A teddy bear is placed on a windowsill at the Teddy Bear Clinic, where abused children are treated, in Johannesburg, Friday, Feb. 9, 2013. In a country where one in four women are raped and where months-old babies and 94-year-old grandmothers are sexually assaulted, citizens are demanding action after a teenager was gang-raped, sliced open from her stomach to her genitals, and left for dead on a construction site last week. (AP Photo/Denis Farrell)
A mãe e a vítima foram encaminhadas ao hospital de Governador Valadares (Foto: AP Photo/Denis Farrell)

Uma criança de 10 anos engravidou de gêmeos após ser estuprada em Governador Valadares, em Minas Gerais. A Polícia Civil suspeita que o autor do crime seja o padrastro da menina, de 26 anos.

De acordo com o G1, a mãe da criança denunciou o crime à polícia após descobrir que a filha está grávida de gêmeos e com 14 semanas de gestação. Ainda segundo o jornal, a mãe da menina também está grávida do suspeito, com 21 semanas.

A delegada responsável pelo caso, Adeliana Xavier, conta que a mãe começou a desconfiar que a filha poderia estar grávida quando percebeu que a menstruação da menina estava atrasada. A confirmação veio após o teste de gravidez.

Leia também

“A mãe explicou que a menstruação da filha já estava atrasada há uns três meses e ela resolveu fazer um exame de gestação, foi quando ela descobriu que a menina estava grávida. Conversando com a filha, a filha teria dito que o autor seria o padrasto. A mãe foi tirar satisfação com o companheiro e ele o agrediu”, explicou a delegada.

A polícia abriu um inquérito nesta quarta-feira (20), após a mãe comparecer na Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher, junto com a filha.

Segundo a vítima, os abusos teriam começado quando ela ainda tinha 6 anos de idade. Em depoimento à polícia, a vítima disse que o último abuso foi no dia 7 de janeiro, segundo o G1.

De acordo com a polícia, o suspeito entrou em contato com a mãe na manhã desta quarta-feira (20) perguntando sobre os outros filhos que os dois têm juntos. Ele informou que estava em Conselheiro Pena, também em Minas Gerais, mas que não ficaria por lá.

A mãe e a vítima foram encaminhadas ao hospital de Governador Valadares.