Crime no ABC: último suspeito se entrega em delegacia no litoral de SP

Dimitrius Dantas

SÃO PAULO — Suspeito de envolvimento na morte da uma família encontrada em um carro carbonizado em São Bernardo do Campo no último dia 28, Jonathan Ramos se entregou na manhã desta segunda-feira na delegacia da Praia Grande, no litoral sul de São Paulo.

Ele era o último suspeito ainda em liberdade, após sua prisão ser decretada pela Justiça no último dia 6. Policiais civis tentaram prender Jonathan na última sexta-feira, mas não o encontraram.

Jonathan é primo de Carina Ramos, namorada de Ana Flávia Gonçalves. As duas são suspeitas de terem planejado um roubo e ordenado a morte dos pais e do irmão de Ana Flávia. Ambas confessaram o roubo, mas afirmam que perderam controle da ação e Juliano, outro comparsa, teria decidido executar as vítimas.

Irmão de Jonathan, Juliano afirmou em seu depoimento que a ordem para a execução partiu de Carina, após os suspeitos não encontrarem os R$ 85 mil que as duas afirmaram que estava em um cofre dentro do imóvel.

Jonathan agora será encaminhado para a Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de São Bernardo do Campo, onde o caso é investigado.

A Polícia agora aguarda a chegada de perícias antes de finalizar o relatório do inquérito. A defesa de Ana Flávia e Carina consideram, ainda, pedir uma acareação entre elas e Juliano em razão dos depoimentos contraditórios. O pedido, entretanto, deve ser negado pela Polícia.

Entre os laudos que são aguardados na delegacia estão o da quebra de sigilo telefônico dos suspeitos, além dos exames nas roupas usadas pelas duas.