Criminosos cobram R$ 537 mil por dados de 3,8 bilhões de pessoas

·2 minuto de leitura
Cibercriminoso tentando dar golpe
Pacote oferece lista com nomes, números de telefone, links de redes sociais e mais
(Getty Creative)
  • Vazamento de dados do Clubhouse e Facebook permitiu criação de lista completa com informações pessoais

  • Pacote está sendo vendido pelos criminosos por cerca de R$ 537 mil 

  • Dados facilitam a ocorrência de golpes

Está à venda na internet um banco de dados gigantesco com informações pessoais de mais de 3,8 bilhões de pessoas. Os criminosos estão cobrando US$ 100 mil, o equivalente a R$ 537 mil, para entregar os dados combinadas de usuários do Clubhouse e Facebook.

O pacote oferece lista com nomes, números de telefone, links de redes sociais e surgiu da combinação de dois grandes vazamentos. O primeiro foi da plataforma de bate-papo por áudio, o Clubhouse. Em julho, uma violação dos servidores fez com que 3,8 bilhões de números de telefone fossem divulgados – correspondentes aos dos usuários do aplicativo e seus respectivos contatos salvos na agenda.

Leia também:

Como o arquivo não atraiu compradores na época, os criminosos cruzaram informações com o vazamento de dados de 533 milhões de perfis do Facebook, ocorrido em abril. A partir daí, criou-se um pacote de informações pessoais muito mais completo e atrativo.

Vazamentos de dados facilitam golpes

Não é sem razão que os criminosos estipularam um alto preço pela venda do banco de dados. Com ele, fica muito mais fácil dar golpes em desconhecidos, como, por exemplo, roubar números de cartões de crédito e códigos de verificação. A partir disso, é possível tanto realizar compras fraudulentas quanto vender essas informações.

Elas também são úteis para a prática do chamado smishing, combinação das palavras SMS e Phishing. O ataque consiste no envio de várias mensagens falsas por SMS, nas quais o criminoso se passa por instituições financeiras ou empresas de outros ramos. Se o destinatário clica em um link malicioso, pode sofrer, novamente, roubo de informações ou até mesmo compartilhar o número e senha do cartão.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos