Criminosos explodem banco e formam cordão humano em Pouso Novo

CRISTINA CAMARGO

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A ação cinematográfica de criminosos assustou os moradores do município de Pouso Novo, no Vale do Taquari, Rio Grande do Sul, na madrugada deste sábado (4). O grupo, formado por quatro homens armados com fuzis, explodiu uma agência do Banco do Brasil, obrigou moradores a formarem um cordão humano enquanto o roubo era realizado, atirou em uma viatura que estava no posto policial da cidade e levou pelo menos um refém durante a fuga.

A Brigada Militar de Lajeado não soube informar a quantia roubada. O refém foi liberado por volta das 4h perto do pedágio de Encantado, a cerca de 50 km de distância. Também não há informações oficiais sobre a existência de outro refém, que chegou a ser relatada por moradores que presenciaram a ação dos assaltantes.

Cidade localizada a 175 km de Porto Alegre, Pouso Novo tem apenas 1.832 habitantes, segundo o IBGE, e é um município cuja principal atividade econômica é a agricultura. A agência bancária que foi alvo da explosão é a única da cidade.