Criminosos fazem família refém em Campinas e são presos; outros dois seguem foragidos

Família foi feita refém em sua própria casa. (Foto: GettyImages)
Família foi feita refém em sua própria casa. (Foto: GettyImages)
  • Homem e mulher foram detidos após perseguição policial

  • Família foi mantida refém com 'bastante agressividade', diz polícia

  • Criminosos levaram dois carros e aparelhos eletrônicos

Um casal foi preso na noite desta quarta-feira (27) após fazer uma família refém em uma casa na cidade de Campinas, no interior de São Paulo. A residência fica no bairro Santa Lúcia e criminosos usaram “bastante agressividade”, de acordo com a Polícia Militar.

Foram presos um homem, de 26 anos, e uma mulher, de 24. Outros três suspeitos de integrarem a quadrilha seguem foragidos.

A ação foi flagrada por câmeras de segurança. As imagens revelam que cinco pessoas, algumas usando capacete, saíram de um carro branco e abordaram as vítimas quando elas chegavam em casa.

"Chegaram com bastante agressividade, renderam eles na porta de casa chegando do supermercado. Agrediram com socos e coronhadas para levar todos os pertences da residência. Pediram que fossem para os fundos da residência e levaram o que eles queriam", relatou o policial Matheus Brito.

Os criminosos levaram dois carros, duas televisões, celulares e outros aparelhos eletrônicos. Enquanto os moradores foram feitos reféns, eles foram constantemente ameaçados.

A PM foi acionada e agentes utilizaram imediatamente as imagens das câmeras de segurança para encontrar o suspeito. Quatro deles foram localizados dirigindo um dos veículos roubados. Agentes em motocicletas perseguiram os suspeitos pelo bairro Eldorado dos Carajás. Duas pessoas saltaram do carro e conseguiram fugir, enquanto o casal foi preso.

As vítimas reconheceram o homem e a mulher e a prisão deles foi mantida.

Foram apreendidos um dos carros, do modelo HBO, além de duas televisões e uma máquina de cartão.

O caso foi registrado como roubo à residência no Plantão da 2ª Delegacia Seccional de Campinas e a Polícia Civil segue buscando os outros suspeitos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos