Criminosos invadem celular de Maia, tentam golpe de R$ 20 mil em Luís Miranda e saem com prejuízo de R$ 50

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 01.07.2021 - O deputado Luis Miranda (DEM-DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASÍLIA, DF, 01.07.2021 - O deputado Luis Miranda (DEM-DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

TÓQUIO, JAPÃO (FOLHAPRESS) - O deputado Luís Miranda (DEM-DF) conseguiu aplicar um contragolpe em criminosos que hackearam o celular do ex-presidente da Câmara Rodrigo Maia e que tentaram tomar R$ 20 mil dele.

Maia informou na sexta-feira (30), em sua conta no Twitter, que o chip do seu celular havia sido hackeado e a conta do Telegram, invadida.

Usando a conta de Maia no aplicativo, os criminosos fizeram contato com Miranda e pediram o valor. Ele viu que se tratava de um golpe e disse que o banco precisava de R$ 50 para fazer a transferência.

Por causa do pagamento dessa taxa, explicou, só conseguiria transferir o valor na segunda-feira (2). O criminoso que se passava por Maia então se dispôs a pagá-la para liberar a transação e conseguir os seus R$ 20 mil.

Logo após receber os R$ 50, Miranda enviou um áudio ao golpista tirando onda: "Bandido, comigo não".

À reportagem Miranda explicou que manteve a conversa com o golpista, coletou as informações e repassou a Maia para que ele enviasse aos investigadores.

“Sou muito tranquilo e frio. O cara pediu R$ 20 mil, fui levando ele, dizendo que por causa dos R$ 50 não conseguiria, só na segunda. Estava tentando me livrar dele, aí ele pressionou e mandei depositar. Aí ele depositou”, contou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos