Criminosos 'invadem' contas e desviam dinheiro de correntistas em AL; Entenda golpe

Golpe se iniciou, segundo relatos, com ligação falsa que pareceria vinda do Banco do Brasil - Foto: Getty Images
Golpe se iniciou, segundo relatos, com ligação falsa que pareceria vinda do Banco do Brasil - Foto: Getty Images

Estelionatários que se passam por funcionários de bancos aplicaram golpe e desviaram dinheiro de correntistas em Maceió (AL). Duas pessoas procuraram a Polícia Civil de Alagoas após terem sido vítimas do golpe em menos de uma semana. As informações são do portal G1.

A informação foi divulgada nesta terça-feira (22) pela polícia, que está investigando os casos.

Entre as vítimas está uma médica que perdeu R$ 100 mil para os bandidos. A outra pessoa é um comerciante, que teve R$ 16 mil de prejuízo. Segundo a polícia, nos dois casos, os bandidos agiram da mesma maneira.

Robervaldo Davino, delegado do 6º Distrito da Capital, explicou que as vítimas relataram que receberam ligações de um número do Banco do Brasil (4004-0001). A PC acredita que esse número seja clonado e de uma falsa central. Do outro lado da linha, a pessoa se apresentou como funcionária do banco.

De acordo com relatos das vítimas, a pessoa perguntou se a vítima tinha efetuado um suposto pagamento de fatura e informou o valor. A pessoa disse que não tinha pago nenhuma fatura nesse valor e foi orientada a ir até um caixa eletrônico para regularizar a situação.

Achando que realmente se tratar de alguma pendência, as vítimas seguiram as instruções e, ao se darem conta, os valores já tinham sido transferidos.

O comerciante que perdeu R$ 16 mil descobriu que as transferências foram feitas para quatro contas de São Paulo, uma delas inclusive através de uma chave pix criada pelos bandidos.

A médica que perdeu R$ 100 mil, passou pela mesma situação e ela registrou um Boletim de Ocorrência e foi orientada a procurar o banco a fim de que seja instaurado um processo administrativo, na tentativa de reaver o dinheiro.

O delegado Robervaldo Davino, alertou a importância de os clientes dos bancos antes de passar qualquer informação por telefone, procurar sua agência bancária.

“É preciso que as pessoas estejam atentas para esse tipo de golpe, principalmente não realizando as operações solicitadas nos fins de semana. Se receber algum tipo de ligação, o mais correto é procurar a agência em seu horário de funcionamento normal”, alertou.

Inquéritos policiais foram abertos para apurar os casos.

Para a polícia, os golpistas acessaram remotamente o caixa eletrônico e agiram enquanto as vítimas inseriram o cartão e digitaram a senha. Os detalhes de como o golpe foi aplicado ainda estão sendo investigados.