Tribunal Constitucional do Peru revoga prisão preventiva de Humala e esposa

Lima, 26 abr (EFE).- O Tribunal Constitucional do Peru aceitou nesta quinta-feira um pedido de habeas corpus e revogou a prisão preventiva cumprida pelo ex-presidente do país, Ollanta Humala, e sua esposa, Nadine Heredia, enquanto são investigados por lavagem de dinheiro, informa a imprensa local.

A decisão foi aprovada por 4 votos a 3 dos magistrados, após várias semanas de debates e a volta aos trabalhos, ocorrida hoje, do juiz Eloy Espinoza-Saldaña, que estava de férias.

Presos em julho do ano passado, Humala e a esposa são investigados por recebimento de propina, por parte da Odebrecht, para favorecer sua campanha eleitoral em 2011. EFE