Criminosos invadem set e ameaçam atirar em equipe de série com Natalie Portman

Natalie Portman na pré-estreia britânica de
Natalie Portman na pré-estreia britânica de "Thor: Amor e Trovão" em julho de 2022 em Londres, Inglaterra. (Foto: Samir Hussein/WireImage)

A equipe de "Lady in the Lake", nova série da Apple TV+ estrelada por Natalie Portman, passou por momentos de terror na última sexta-feira (26). A produção estava sendo filmada em Baltimore, nos Estados Unidos, quando os traficantes da região ameaçaram iniciar um tiroteio contra todos que estava no set de filmagens.

De acordo com James Moses, representante do departamento policial do local, o grupo de traficantes exigia a quantia de US$ 50 mil, aproximadamente R$ 250 mil, para não atirar na equipe da série.

Em entrevista ao veículo local "The Baltimore Banner", ele informou que "os líderes da produção decidiram ser cautelosos e remarcar as filmagens depois de encontrarem outro local".

A Endeavor, empresa que produz a minissérie, enviou um comunicado ao jornal "Los Angeles Times" sobre o corrido: "A segurança de nosso time, do elenco e de todos que trabalham em nossas produções é nossa maior prioridade, e agradecemos que ninguém tenha se ferido. A produção será retomada com o aumento das medidas de segurança daqui para frente".

Ainda segundo a policia de Baltimore, a equipe decidiu mudar o o local de gravação do projeto. "Lady in the Lake" é situada na década de 1960 e mostrará como o assassinato não solucionado leva Maddie Schwartz (Portman), uma dona de casa, a reviver sua carreira como repórter investigativa.

A curiosidade da jornalista a motiva a desvendar o mistério a coloca em um conflito direto com Cleo Sherwood (Moses Ingram), uma mulher que tenta conciliar sua rotina de trabalho, filhos e uma agenda progressiva negra na cidade. "Lady in the Lake" ainda não recebeu previsão para estrear exclusivamente na plataforma de streaming da Apple.