Crise de sucessão no Japão afeta economia do país

·1 min de leitura
Uma crise de sucessão vem afetando a economia do Japão. Foto: Getty Images.
Uma crise de sucessão vem afetando a economia do Japão. Foto: Getty Images.
  • A população do Japão está diminuindo e se tornando cada vez mais velha;

  • O Japão está enfrentando seu maior sumiço de experiência empresarial e de memória institucional na história moderna;

  • A cultura do país enfatiza a coesão familiar e a sucessão filial.

Dados recentes do governo do Japão informam que o maior grupo de empresários no país tem cerca de 69 anos de idade. Com uma população cada vez mais velha, e que vem encolhendo, a atual demografia japonesa traz grandes desafios econômicos.

Nesse ambiente, que representa uma crescente crise, o tema da escassez nacional de herdeiros havia sido ignorada até agora.

Atualmente, o Japão enfrenta o maior sumiço de sua experiência empresarial e memória institucional em sua história moderna.

Leia também:

O efeito no país é grande porque grande parte da cultura japonesa está incorporada nos negócios e nas habilidades e funções herdadas.

Curiosamente, a crise existe como efeito do sucesso do Japão. Por causa do crescimento econômico do pós-guerra, jovens formaram uma grande força de trabalho com formação universitária.

A cultura do país enfatiza a coesão familiar e a sucessão filial, de forma a assumir negócios, algo que vem sendo rechaçado por novas gerações, que trocaram ambientes de pequenas fábricas e oficinas pelas cidades grandes.

Ao todo, por ano, cerca de 40 mil pequenas empresas no Japão precisam de sucessores, demonstram dados do país.

*As informações são do Financial Times.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos