Crise dos migrantes: tensões entre Londres e Paris aumentam após mensagem de Johnson a Macron

·2 min de leitura

A escalada de tensões entre Paris e Londres teve mais um capítulo nesta sexta-feira (26). A França cancelou a participação britânica em uma reunião de crise sobre migrantes prevista no domingo (28) em represália à publicação em rede social de uma carta do primeiro-ministro britânico Boris Johnson ao presidente Emmanuel Macron. No texto, o premiê pede que a França receba de volta os migrantes que chegam à Inglaterra.

Na carta, enviada e publicada na quinta-feira (25), Johnson pede a Macron que estabeleça “um acordo bilateral de readmissão que permita o retorno de todos os migrantes ilegais que atravessam a Mancha”, citando acordos similares concluídos pela União Europeia como Belarus e a Rússia.

Além do teor da carta, a publicação incomodou o governo francês. “Estou surpreso com os métodos porque não são sérios”, disse Macron, em visita à Roma. “Um dirigente não se comunica com outro sobre estas questões por tuítes e cartas que são posteriormente divulgadas, não somos delatores”, disse o presidente francês.

Em uma mensagem à ministra britânica do Interior, Priti Patel, o encarregado da pasta na França, Gérald Darmanin, disse estar “decepcionado” com as exigências do primeiro-ministro e julgou “ainda pior” o fato que tenham sido divulgadas publicamente.“Em consequência, eu devo anular nosso encontro de domingo em Calais (norte da França), tenho certeza que você entenderá a razão”, concluiu Darmanin.

O incidente foi a pior tragédia envolvendo migrantes, desde 2018. O número de travessias no Canal cresceu devido ao aumento da segurança nos portos franceses, em Calais, e no túnel ferroviário que liga a França à Inglaterra.

Política interna


Leia mais

Leia também:
Barco naufraga no Canal da Mancha, e ao menos 27 migrantes morrem afogados
Naufrágio que matou ao menos 27 no Canal da Mancha era previsível, denunciam ONGs

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos