Crivella amplia o isolamento social no Rio até 15 de maio devido ao coronavírus

Foto: Buda Mendes/Getty Images

O prefeito Marcelo Crivella estendeu até o dia 15 de maio as medidas de isolamento social para enfrentar a pandemia do coronavírus no município do Rio. A nova data do decreto, que está em vigor desde o dia 24 de março, fui publicada no Diário Oficial desta quinta-feira, dia 30, data prevista para vencer as ações para restringir o funcionamento de escolas e parte do comércio.

"Preservada a recomendação do Poder Público Municipal, de manutenção do isolamento social, fica ressalvado às agências e às unidades lotéricas especificadas pela Caixa Econômica Federal, até o dia 15 de maio, da vedação de que trata o item 2 do inciso I deste artigo, em caráter excepcional, exclusivo e por força de imprescindível necessidade, como as de que trata o item 1 do mesmo dispositivo, o atendimento, entre as oito e dez horas, às pessoas", diz parte do texto do decreto.

Leia também:

Na terça-feira, em entrevista coletiva, o prefeito havia adiantado que iria prorrogar a quarentena na capital. Por enquanto, serão mais duas semanas, mas o período poderá ser alterado dependendo das circunstâncias. O isolamento só começará a ser relaxado quando a incidência de casos de covid-19 começar a cair na cidade. Por enquanto, a curva de casos está crescendo.

— Com o hospital de campanha (do Riocentro, que será parcialmente aberto na sexta-feira) em pleno funcionamento, creio que as nossas curvas vão cair. Caindo as curvas, as atividades voltam normalmente. Mas não será agora, no dia 30. Vamos renovar o prazo e continuar com o isolamento social — afirmou o prefeito.

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.