Crivella anuncia bloqueio parcial em Campo Grande, Bangu e Santa Cruz

Rafael Nascimento de Souza
O Calçadão de Campo Grande, que vem registrando grande circulação de pessoas

A Prefeitura do Rio anunciou, na manhã desta quarta-feira, que o município adotará um bloqueio parcial de determinadas áreas da cidade onde a população não esteja respeitando o isolamento social e comerciantes insistem em abrir lojas que não são essenciais para o município. O lockdown parcial - que consiste em proibir a abertura do estabelecimento - começará entre esta quarta-feira e esta quinta-feira em três bairros da Zona Oeste: Campo Grande - que atualmente tem o maior número de mortes por causa da doença -, Bangu e Santa Cruz.

Segundo o prefeito Marcelo Crivella, nem a população nem o comércio desses locais estão respeitando a quarentena. O município adotará as medidas restritivas em outros bairros que forem diagnosticados pelo Centro de Operações Rio (COR) e a Guarda Municipal com aumento de pessoas nas ruas.

A princípio, a prefeitura colocará guardas municipais nos calçadões de Campo Grande, Bangu e Santa Cruz para evitar aglomeração e impedir que lojas sejam abertas. Crivella voltou a pedir “pelo amor de Deus” para que a população respeite a quarentena.

- Eles indo aos calçadões e alertando e a população não respeita. Então, vamos colocar um posto da Guarda Municipal nesses locais e fechar tudo. Assim evita que as pessoas transitem por esses locais. Não é o que queríamos porque atrapalha a circulação de quem não tem nada com isso - disse.