Crivella deixa a cadeia em Benfica e seguirá em prisão domiciliar na Barra da Tijuca

O Globo
·1 minuto de leitura

RIO — O Tribunal de Justiça confirmou, às 19h30 desta quarta-feira, que o alvará de soltura do prefeito afastado, Marcelo Crivella, foi expedido e cumprido. Após exigências feitas pela desembargadora Rosa Helena Penna, de que todo tipo de comunicação externa fosse cortada da casa de Crivella, o presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro Humberto Martins, também voltou a se manifestar e determinou a "imediata expedição" do prefeito do presídio de Benfica.

Crivella agora se dirige ao seu apartamento, no Condomínio Península, na Barra da Tijuca, onde permanecerá preso, com uso de tornozeleira eletrônica.

Leia também

Nesta tarde, a desembargadora Rosa Helena Macedo determinou a apreensão de telefones, computadores e aparelhos de televisão com acesso à internet na residência do prefeito do Rio Marcelo Crivella (Republicanos), horas antes de autorizar a sua soltura.