Crivella descarta UPA e instala tomógrafo em estacionamento da Igreja Universal na Rocinha

ANA LUIZA ALBUQUERQUE
***FOTO DE ARQUIVO*** BRASILIA, DF, BRASIL, 07-03-2018 - O prefeito do RJ Marcelo Crivella. O presidente Michel Temer, ao lado dos ministros Torquato Jardim (Justiça) e Raul Jungmann (Segurança Pública), durante reunião com prefeitos de capitais Brasileiras para tratar do tema da segurança pública. No palácio do Planalto. (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Apesar de a favela da Rocinha contar com uma UPA, a Prefeitura do Rio de Janeiro escolheu o estacionamento de uma Igreja Universal como o local mais adequado para a instalação de um tomógrafo. O aparelho promete ajudar no diagnóstico da Covid-19 entre os moradores da comunidade, localizada na zona sul.

O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) é bispo licenciado da igreja Universal, fundada por seu tio, Edir Macedo. Em nota, a Prefeitura disse que o critério para escolha do local que receberia o tomógrafo levou em consideração a infraestrutura para instalação rápida do equipamento.

Segundo a prefeitura, o objetivo é atender a região durante a pandemia do novo coronavírus e, depois, o aparelho será direcionado permanentemente a uma unidade de saúde do município.

A obra para instalação do aparelho na igreja teve início nesta quarta-feira (29). Outros tomógrafos também serão montados em uma escola na Cidade de Deus e em policlínicas de Del Castilho, Santa Cruz e Bangu.

A Prefeitura comprou da China dez tomógrafos, que chegaram na quarta no aeroporto do Galeão.