Crivella diz que 581 leitos em hospitais municipais do Rio vão funcionar em dez dias

Luiz Ernesto Magalhães

RIO - O prefeito Marcelo Crivella afirmou nesta quarta-feira que todos os 500 leitos do Hospital de Campanha do Riocentro, na Zona Oeste do Rio, e os 381 do hospital de referência Ronaldo Gazolla, em Acari, na Zona Norte, estarão em pleno funcionamento em dez dias. A estimativa foi feita na manhã desta quarta-feira, dia 13, durante uma coletiva no Riocentro. A medida será possível com a chegada de cerca de 300 respiradores comprados na China, que foram trazidos em dois voos fretados pelo município para auxiliar no combate ao coronavírus. O primeiro avião chegou na noite de terça-feira, enquanto o segundo voo desembarca nesta tarde.

- Os leitos serão abertos progressivamente. Em média, serão abertos leitos de seis em seis. Mas esta quantidade pode aumentar conforme o ritmo - afirmou.

Desses 300 respiradores, 80 serão instalados no Riocentro completando as 100 vagas de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Os outros 202 vão equipar o Ronaldo Gazolla, enquanto que os restantes - cerca de 20- serão instalados no CER Leblon, na Zona Sul. Os equipamentos instalados nesta quarta-feira no Gazolla foram emprestados da rede federal e serão devolvidos.